AUTOMÓVEIS: TER OU NÃO TER, EIS A QUESTÃO!

Por Raphael Sampaio Vale

A dúvida é algo inerente ao ser humano, não é uma exclusividade de Hamlet ao falar a célebre frase: Ser ou não ser, eis a questão!

Todos temos dúvidas e opções em nossas vidas, por mais limitadas e imperceptíveis que as vezes sejam, mas estão lá nossas possibilidades de escolha.

Ter ou não ter um automóvel essa é a questão de quem mora em grandes cidades ao redor do mundo. Será? Vamos ver ao final do texto… Compartilhando carros (carsharing).

Utilizar cá em Lisboa o serviço da DRIVE NOW foi minha primeira experiência com o modelo de negócio denominado carsharing, que nada mais é que o aluguel de carros pelo tempo de utilização, minutos ou horas.

IMG 20181207 WA0026 1024x768 - "Admirável Mundo Novo" - Automóveis: ter ou não ter, eis a questão! - por Raphael Sampaio Vale

 

Bem, as vezes, somos todos São Tomé tem que viver para acreditar! Usei fiquei positivamente surpreso, satisfeito e feliz! Carros excelentes, seguros, novos e que dão prazer em dirigir. Fica o meu testemunho, funciona e muito bem!

Muito similar as plataformas e aplicativos das bicicletas compartilhadas. Baixa o aplicativo, faz o cadastro escolhe o automóvel desbloqueia pelo aplicativo e pronto estais a conduzir o carro. Peraí, mas que carro? A DRIVE NOW em Lisboa iniciou as atividades em 2017, conta hoje com 211 automóveis a disposição em 05 modelos: 03 da marca MINI e 02 da BMW! Isso mesmo são carros excelentes em que você para por minuto utilizado, variando o custo entre R$ 1,25 e 1,55 por minuto incluíndo o combustível, seguro e estacionamento. Não acredita? Explore o website https://www.drive-now.com/pt/pt/lisbon

IMG 20181207 WA0011 473x1024 - "Admirável Mundo Novo" - Automóveis: ter ou não ter, eis a questão! - por Raphael Sampaio Vale

A DRIVE NOW originalmente surgiu na Alemanha em 2011, na cidade de Munique, sede do grupo BMW, o negócio evoluiu e hoje está em 12 cidades da Europa.

Há em Lisboa outras opções: a pioneira Citydrive, iniciou em 2014 (60 automóveis), a EMOV (150 automóveis elétricos da Citroën C-Zero), pertencente ao grupo PSA (dono da Citroën, Peugeot e Opel) e a 24/7 da empresa de aluguel de carros HERTZ.

Esses serviços de carsharing, ou mobilidade compartilhada, já estão espalhados pelo mundo todo, possuem até uma associação mundial das empresas do setor e realizam conferências.

Ou seja, algo que era inexistente, hoje está a revolucionar cidades, vidas e empresas. Além das empresa que já falamos citamos algumas outras que estão no segmento: Avis, General Motors, Mercedes-Ben, Ford, Toyota, Volkswagen,

É uma mudança grande, como o WhatsApp, Spotfy, Netflix…

IMG 20181207 WA0025 1024x768 - "Admirável Mundo Novo" - Automóveis: ter ou não ter, eis a questão! - por Raphael Sampaio Vale

 

A evolução da humanidade sempre foi pautada pelas distâncias que podemos percorrer. Os motores a vapor e combustão impulsionaram as duas primeiras revoluções indústrias e nos trouxeram até aqui. Modelos de negócios caros e centralizados e agora estamos diante de uma era de mudanças velozes, disrupturas desses modelos.

Exemplo maior e presente na maioria das grandes áreas urbanas do mundo são os aplicativos/plataformas de transporte particular. Que tem causado inúmeras discussões.

Deixou uma reflexão sobre o desaparecimento de uma importante categoria profissional das grandes cidades no final do século XIX e início do século XX: os limpadores de excrementos de cavalos! Como dizia Henry Ford: “Se perguntasse a meus compradores o que eles queriam, teriam dito que era um cavalo mais rápido!”

A revolução tecnológica (considerada a 3ª revolução industrial) está acontecendo e a 4ª Revolução Industrial já iniciou, na qual há uma convergência entre as tecnologias físicas, biológicas e digitais. E as formas de transportes também serão afetadas.

Mudanças e os transportes

Passamos atualmente por uma mudança profunda nos conceitos: de consumo, de propriedade e de trabalho dentre vários outros. Transições rápidas estão acontecendo. Empresas gigantes sumiram, outras se adaptaram e muitas que eram pequenas hoje dominam a economia global.

É impossível prever como será a sociedade daqui a 10 ou 20 anos. Lembram como eram nossas vidas 10 ou 20 anos atrás? Como eram as informações (TV, jornal e revistas impressos), a comunicação (telefone, carta, fax), como ouvíamos músicas (fita K7, CDs, pendrive), pagamento de contas (no banco) e os meios de transporte (carros, táxis, ônibus).

Transporte é nosso tema, que por milênios foi impulsionado por cavalos seja individualmente ou movendo carroças, bigas, carruagens. Ainda hoje os cavalos são usados, porém mais nas áreas rurais, para esporte e lazer.

Sua presença ainda é diária no mercado de veículos, já que houve a utilização da força dos cavalos para determinar a potência dos motores a vapor pelo inventor James Watt atribuiu para em 1780 de atribuir a medida de cavalos de potência ou simplesmente “cv”.

Vamos seguir com o marco temporal da prevalência dos motores (automóveis) sobre a tração animal (cavalo) o ano de 1912, que foi o primeiro ano que na cidade de Nova Iorque (NYC) o número de automóveis ultrapassou o de cavalos.

Pouco mais de um século depois as grandes cidades, inclusive NYC, sofrem com o excesso de carros, vejamos o ranking das cidades em que as pessoas ficam mais tempo em congestionamentos por ano (dados completos em inrix.com), foram consideradas 1.360 cidades ao redor do mundo:

1ª Los Angeles (Estados Unidos) – 102 horas
2ª Moscou (Rússia) – 91 horas
3ª Nova Iorque (Estados Unidos) – 91 horas
4ª São Paulo (Brasil) – 86 horas
5ª São Francisco (Estados Unidos) – 79 horas
6ª Bogotá (Colombia) – 75 horas
7ª Londres (Reino Unido) – 74 horas
8ª Magnitogorsk (Rússia) – 73 horas
9ª Yurga (Rússia) – 71 horas
10ª Atlanta (Estados Unidos) – 70 horas

25ª Belém (Brasil) – 55 horas

375ª Lisboa (Portugal) – 22 horas

Apenas como referência a população da Área Metropolitana de Lisboa (AML) é de aproximadamente 2,8 milhões de pessoas e na Região Metropolitana de Belém (RMB) ou Grande Belém é de 2,4 milhões de habitantes.

IMG 20181207 WA0016 768x1024 - "Admirável Mundo Novo" - Automóveis: ter ou não ter, eis a questão! - por Raphael Sampaio Vale

O que há em Lisboa

Na Universidade de Lisboa (ULisboa) tem um frase que traduz a cidade: “De Lisboa para o Mundo”. Uma cidade histórica, agradabilíssima e cosmopolita. Com um fluxo turístico e de novos moradores na cidade crescente o que lhe rendeu a escolha como melhor destino turístico em 2017 e 2018! Também é sede do WEB SUMMIT o maior evento de tecnologia da Europa pelos próximos 10 anos.

Com esses fatores de crescimento das atividades de turismo tradicional e de negócios a cidade tem feito muito para melhorar a mobilidade urbana, prova disso é que ocupava no ranking acima diminui de 2016 para 2017 em 04 horas o tempo médio anual perdido em congestionamentos pela população.

No tocante aos transportes as ações vão muito além do carsharing, Lisboa tem as seguintes opções de transporte:

1. Ônibus e bondes (cá chamados de autocarros e elétricos);
http://www.carris.pt/pt/carreiras/

2. Trem (comboio);
https://www.cp.pt/passageiros/pt/como-viajar/urbanos-lisboa
3. Mêtro (Metropolitano ou Metro)
https://www.metrolisboa.pt

4. Táxi
https://taxislisboa.com

5. Aplicativos de transporte privado (Cabify, Chofer, Taxify e Uber)

6. Bicicletas compartilhadas (mais de 1.500 – convencionais e elétricas)
https://www.gira-bicicletasdelisboa.pt

7. Patinetes elétricos compartilhados (trotinetes)
https://www.li.me/pt/

8. Scooters elétricas
https://www.ecooltra.com/pt/

IMG 20181207 WA0029 768x1024 - "Admirável Mundo Novo" - Automóveis: ter ou não ter, eis a questão! - por Raphael Sampaio Vale
Patinete elétrico compartilhável

Ter ou não ter?

Mediante a minha vivências nos últimos meses, a resposta é simples: não ter! Imobilizar dinheiro em um carro, que ao sair da loja já tem uma desvalorização absurda! Depois pagar os impostos, seguro, manutenção e claro custo do combustível, que cá é bastante caro: 1 litro de Gasolina 95 preço médio € 1,490/R$ 6,88 (câmbio de 1€=R$4,62) e 1 litro de Diesel simp preço médio € 1,381/R$ 6,38 (câmbio de 1€=R$4,62).

As opções de mobilidade urbana em Lisboa são muitas, funcionam e nos permitem um deslocamento rápido e eficaz. E o melhor estão a melhorar ano a ano.

IMG 20181207 WA0018 1 768x1024 - "Admirável Mundo Novo" - Automóveis: ter ou não ter, eis a questão! - por Raphael Sampaio Vale

Um dos fatores interessantes são os mais de 200 quilometros de ciclovias que interligam a cidade.

Enfim, o carsharing é uma excelente opção para deslocamento urbano com a família ou amigos, para fazer compras e/ou ir ao aeroporto. Um uso pontual e mais racional do carro, considerando que você tem prazer em dirigir!

Bem vindo ao “Admirável Mundo Novo”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here