2edb4b23 9b95 4c4f b70e ba4a214f9412 300x225 - Curtíssimas do Jorge Quadros, 16 de julho
Imagem de protesto em frente à 13ª Seccional de Paragominas por ocasião do depoimento de algumas pessoas, inclusive o titular desta coluna, denunciadas pela vereadora Tatiane Helena por crime de Calúnia e Difamação por questionarem sua viagem à São Paulo para participar de uma Feira de Franquias.

FRANQUIA

Soou muito mal a informação de que a vereadora Tatiane Helena (DEM) de Paragominas foi à São Paulo com diárias pagas pela Câmara de Vereadores para participar de uma Feira de Franchising. Nosso comentário nesta coluna fez a vereadora procurar a Delegacia de Polícia e nos denunciar por crime de calúnia e difamação.

MAS…

No que tange à nossa crítica, feita através de uma pergunta considerada irônica, a nobre parlamentar fez tanta confusão, mas não justificou como deveria, a verdadeira intenção da viagem. Apesar de ter publicado um vídeo e uma nota de que pensa em incentivar o comércio franqueado em nosso município. Aliás, em se tratando de franquia, apenas uns dois ou três seres vivos locais teriam condições de realizar tal sonho. Pelo preço e pela crise. A não ser que…

REUNIÃO

Porém, em se tratando de um comércio quase inexistente em Paragominas (Lembram do Ice body? Era uma franquia e fechou) queremos saber quando vai ser esta reunião com os futuros franqueados pois eu faço questão de participar, quero aprender o que a vereadora aprendeu e, quem sabe, colocar uma empresa franqueada para funcionar

OUTRA

Também continuo com as minhas eternas dúvidas e como antes, vou perguntar outra coisa: É certo um vereador receber diárias no valor de R$ 500,00 (por dia) para ir à Belém utilizando o motorista da Câmara de Vereadores (que também recebe diária pela viagem), o combustível pago pela Câmara… E não tinha acabado a farra de diárias?

LANCHE

Um grupo de senhoras da sociedade foi à uma hamburgueria noite dessas e depois de um bom lanche saiu de fininho sem pagar a conta. Por isso Arnaldo?

PRÉ-CANDIDATOS

A relação de pré-candidatos à deputados estaduais aumentou esta semana: Bosco Gabriel, João Glória, Raydson e Irmã Vera. Assim, Paragominas vai ficar sem representantes. Pelo andar da carruagem não se elege ninguém. Até porque alguns deles estão fazendo campanha de vereador e não de deputado estadual. Tem que ir ‘pescar’ votos em outras cidades.

INCOERÊNCIA

Dizer que a população de Paragominas tem que votar somente em candidato de ‘casa’ é uma grande incoerência. E como os daqui vão para outros municípios? Ou seja, os de fora não podem receber votos aqui, mas os daqui podem receber votos de fora. Agora bem aí!!!!

ASSALTOS

Muito bom o trabalho da Polícia Militar em ‘diminuir’ o índice de assaltos que acontecem em Paragominas e principalmente na Rodovia BR 010. A tentativa de assalto à uma VAN que seguia de Paragominas para Ulianópolis e que terminou com a morte de um meliante foi muito bem reprimida pelos ‘homens da lei’.

PRAÇA

A Praça do Anésia está se tornando um local de encontro de menores infratores e bandidos que usam e abusam do ‘talo do maracujá seco’, como diria o Patrulheiro Vilhena. De vez em quando a gente ouve gritos de socorro de vizinhos chamando as autoridades policiais para afugentar os ‘amigos do alheio’. Tá demais mesmo.

GINÁSIO

A Praça do Ginásio, que é dividida por uma ‘faixa de gaza’, de um lado família e do outro uma bagunça generalizada vai continuar assim até quando? Quem poderia solucionar este problema? Basta lembrar que várias pessoas já foram assassinadas nesta Praça e outras estão de cadeira de rodas por terem sido agredidas.

‘MIJATÓRIO’

É isso mesmo! Os muros das residências e até da Secretaria de Assistência Social se transformaram num mijatório público e a fedentina insuportável. Mas ao que parece está tudo bem. Parece até que o ‘mijatório’ faz parte das sete imundícies do Pará, mesmo sem ter sido eleito.

ESQUENTOU

O clima entre o vereador João Glória (MDB) e o prefeito Paulinho Tocantins (PSDB) esquentou nas redes sociais. Tudo começou numa reunião no bairro Laércio Cabeline para tratar da retomada das obras de asfaltamento de uma rua. Discurso inflamado de ambos os lados e depois os ‘pronunciamentos’ foram parar no Facebook e no WhatsApp. Pelo que fiquei sabendo este foi apenas o primeiro round. Muita coisa ainda vem por aí.

SIDNEY

Fazer campanha sem ter nenhum problema com a Justiça, sem constar o nome numa ficha suja, sem fazer acordos que possam enganar a população não é muito fácil. Muita gente gosta mesmo pé de ficar submissa à políticos inescrupulosos. Porém, a proposta do pré-candidato ao senado Sidney Rosa está ganhando adeptos em todos os municípios paraenses e, segundo me informaram seu nome já está ‘encabeçando’ uma vitória nas eleições de outubro.

ELEIÇÃO

Estamos há três meses da eleição e milhares de pessoas em Paragominas ainda não sabem em quem votar. Os números de indecisos ou de pessoas que dizem que vão votar nulo é surpreendente. Os pré-candidatos estão preocupados. O problema é que ultimamente os políticos andaram pisando em ‘titica’ e não corresponderam às promessas que fizeram e estão mais perdidos que cego em tiroteio.

DEUS

Não custa nada lembrar à alguns pré-candidatos que cargo político eleitoral em nosso país é de apenas quatro anos e se o ‘cara’ for ‘filé’ pode até se reeleger. Porém, jamais devem fazer como alguns que estão investidos em algumas funções públicas que acham que o ‘emprego’ é vitalício e acham que são os donos do povo e de sua vontade.

ALIÁS…

TEM alguns que estão em cargos públicos que acham que são DEUS. E quando tomam uma gelada e ficam zonzos, passam a ter certeza.

FRASE

Votar em candidato ruim e vê-lo ganhar a eleição é o mesmo que mandar vários quilos de droga para nos representar. “Mestre Confúcio”. Se não foi Confúcio que disse isso, pois deveria ter dito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here