A decisão da Segundinha do Campeonato Paraense espera pelo julgamento de hoje à tarde, na 1ª Comissão Disciplinar do Tribunal de Justiça Desportiva do Pará (TJD-PA), para ser confirmada, com os jogos, domingo e quarta-feira da semana que vem.

Ontem, o tribunal confirmou que a liminar que suspendia a competição caiu junto com o indeferimento da denúncia da Desportiva, julgada na quarta-feira. Hoje será a vez da ação movida pela Tuna Luso, que alega que o Tapajós utilizou um jogador irregular, ser julgada. Se tiver o mesmo destino de dois dias atrás, Tapajós e São Francisco iniciam a decisão do título nesse final de semana.

“O relator do processo de quarta-feira rejeitou a denúncia e foi acompanhado pelos demais auditores. Em relação a esse processo, o campeonato prossegue”, explica Carlos Lobato, presidente do TJD, fazendo a ressalva que não se pode dizer antes do julgamento de logo mais que a partida de domingo já está garantida. “O caso da Tuna será julgado nessa sexta-feira (hoje). Se o relator e os auditores tiverem o mesmo entendimento, o campeonato prossegue. Mas, não temos como afirmar que vai ter o jogo. Depende do último julgamento”.

SE TUDO DER CERTO

Se os jogos forem confirmados, o primeiro será às 18 horas de domingo e o segundo na quarta-feira, dia 5, às 20 horas, sempre no estádio Barbalhão, em Santarém.
Os presidentes de Tapajós e São Francisco garantem que está tudo pronto para uma possível confirmação dos jogos. “Praticamente está confirmado para domingo. Já estávamos preparados com os órgãos públicos antes mesmo do julgamento. Toda a logística é de Santarém, então está tudo pronto”, confirmou Sandicley Monte, presidente do Boto.

OTIMISMO

“Tivemos uma reunião com os órgãos de segurança envolvidos nas partidas e montamos uma estratégia. Se houver a liberação dos jogos faremos eles nesse domingo e na próxima quarta-feira à noite. Está faltando o julgamento da Tuna Luso, mas os entendimentos são os mesmos do que foi indeferido por uma comissão do tribunal. Apostamos que, confirmada a rejeição da denúncia, a gente possa realizar os jogos”, completou Nerivaldo César, do Leão Azul santareno.

(Tylon Maués/Diário do Pará)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here