O presidente-executivo do Goggle, Sundar Pichai, disse que “partes do memorando violam o nosso código de conduta

naom 57751feede7b5 - Google demite funcionário por 'promover estereótipos de gênero'
© Reuters

O engenheiro James Damore foi demitido do Google após emitir um memorando interno em que atribuía a diferenças biológicas as desigualdades de gênero encontrada na indústria de tecnologia dos Estados Unidos.

Após ser demitido, segundo informações da Folha de S.Paulo, Damore disse que foi mandado embora “por perpetuar estereótipos de gênero”, e que vai estudar todas as alternativas legais.

“A distribuição de preferências e habilidades entre homens e mulheres difere, em parte, por causas biológicas e essas diferenças podem explicar por que não há uma representação igualitária de mulheres em cargos técnicos e de lideranças”, dizia o engenheiro no memorando.

Para Damore, a “capacidade masculina para pensamento sistemático faz com que seja mais provável que os homens se tornem programadores”. Já as mulheres, segundo ele, “têm uma abertura maior para sentimentos e estéticas em lugar de ideias”, o que leva elas a preferirem “trabalhos em áreas sociais ou artísticas”.

Em resposta, o presidente-executivo do Goggle, Sundar Pichai, disse que “partes do memorando violam o nosso código de conduta e ultrapassam os limites ao promover estereótipos de gênero nocivos em nosso ambiente de trabalho”.

Atualmente, as mulheres respondem por apenas 20% dos trabalhos técnicos do Google.

(NaoM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here