6537811 300x158 - Governo do Pará manda mineradora reduzir produção a metadeO governo do Pará determinou que a Hydro Alunorte reduza a produção pela metade. O Instituto Evandro Chagas comprovou que um vazamento na refinaria contaminou rios da região.

A notificação foi entregue no início da tarde desta terça-feira (27) na sede da empresa, em Barcarena. Segundo o governo do Pará, a Hydro Alunorte não cumpriu o prazo de 48 horas para reduzir em um metro o nível das bacias de resíduo de bauxita. Por isso, a multa passou de R$ 332 mil para R$ 1 milhão por dia.

A Secretaria de Meio Ambiente do Pará também mandou a Hydro reduzir pela metade a produção na refinaria e suspender a operação de um dos sistemas de rejeitos da empresa no município de Paragominas, no Nordeste do Pará, onde a Hydro tem uma jazida de bauxita. Técnicos do estado estão monitorando o nível desse reservatório e o ritmo da extração do minério que abastece Barcarena.

Na segunda-feira (26), o ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, determinou ao Ibama que abra processo para avaliar a possibilidade de multar e suspender as atividades da Hydro Alunorte.

“Já ficou constatado que existe contaminação de metais pesados na água. Então não há mais o que se supor, já é uma realidade. A empresa agora vai ter que se explicar e vai ter que responder por esse dano ambiental e social que ela está promovendo na região”, disse Sarney Filho.

A Hydro informou na noite desta terça-feira (27) que todas as bacias dos depósitos de resíduos sólidos atingiram o nível exigido pela secretaria de Meio Ambiente do Pará e que está colaborando com as autoridades.

A prefeitura de Barcarena distribuiu 1.400 garrafões de água potável aos moradores atingidos pela contaminação e informou que médicos visitaram 200 famílias.

O governo do Pará afirmou que a multa aplicada nesta terça-feira (27) à Hydro Alunorte está mantida e que vai fazer uma nova medição na baia de resíduos nesta quarta-feira (28).

(JN)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here