destaque 492803 re pa - Leão e Papão voltam a medir forças no clássico mais disputado do mundo
(Foto: DOL)

Hoje, os nervos de azulinos e bicolores voltam a ficar à flor da pele. Afinal, quando Remo e Paysandu, as duas maiores forças do futebol da região Norte, se postam frente a frente, tudo pode acontecer. E assim será no Re-Pa de número 743 da longa história do confronto, iniciada no distante ano de 1914. E o confronto tem ingredientes de sobra para temperar o tradicional jogo, às 16h, no Mangueirão.

Será o segundo Re-Pa do ano, quando Leão e Papão, com suas equipes mais azeitadas, teoricamente, poderão proporcionar espetáculo de melhor nível técnico aos torcedores em relação ao confronto anterior, disputado logo no início da temporada.

Como manda a tradição, em clássico não há favorito. E em se tratando de Re-Pa a máxima parece valer bem mais, com o retrospecto do confronto apresentando resultados surpreendentes. O de hoje, valendo pela nona rodada da fase inicial do Parazão não é nada diferente, com as equipes, na classificação geral, lutando praticamente em nível de igualdade, com uma pequena vantagem pró-Papão.

Classificado antecipadamente à semifinal do Estadual, o Paysandu busca se isolar ainda mais na pontuação total do campeonato, no qual soma 19 pontos em 8 partidas. E não é só isso. O Papão sustenta uma invencibilidade de 4 jogos na competição (três vitórias e um empate), além de ter a chance de se reabilitar da derrota – 2 a 1 – sofrida no clássico passado, quando era apontado como superior, tecnicamente, ao maior rival. Teoria que acabou não se ratificando após os 90 minutos do confronto.

Pelo lado azulino, o Re-Pa representa a chance de o time assegurar sua classificação à penúltima etapa do Parazão. Vice-líder do campeonato, com 16 pontos, vencendo, o Leão chegará a 19 pontos e, portanto, se colocará em pé de igualdade com o maior rival na classificação total da disputa. Um triunfo remista representará, ao mesmo tempo, a hegemonia do time, em 2018, em cotejos com o seu mais tradicional oponente. Da mesma forma que os bicolores, os azulinos vão a campo motivados pelos últimos resultados – duas vitórias.

Há expectativa ainda pela tradicional disputa nas arquibancadas, onde Leão e Papão, como num simples jogo de palitinho, se digladiam pelos maiores públicos, que no último Re-Pa foi vencido pelos azulinos: 16.070 a 15.053 torcedores pagantes. Mas, claro, que essa disputa fique apenas para ver quem faz a maior festa e que todos torçam na paz. O maior espetáculo da Terra merece aparecer apenas nas páginas esportivas dos jornais.

repa 11 03 2018 08 26 02 - Leão e Papão voltam a medir forças no clássico mais disputado do mundo

bola 11 03 2018 08 29 29 - Leão e Papão voltam a medir forças no clássico mais disputado do mundo

(Nildo Lima/Diário do Pará)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here