Durante as eleições de primeiro turno no Pará, realizadas neste domingo (6), foram registradas 136 ocorrências policiais, de acordo com balanço da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup) divulgado nesta segunda (7). Os crimes mais cometidos foram: boca de urna, transporte irregular de eleitores e compra de voto. Foram 134 prisões.

Prisões

Entre as pessoas que foram presas estão quatro vereadores dos municípios de Ourilândia do Norte, Dom Eliseu, Bragança e Santa Maria das Barreiras, além do ouvidor municipal da cidade de Parauapebas.

Em Belém, no bairro do Telégrafo, um homem foi preso em flagrante, pela Polícia Federal, por compra de voto.

Interior do Estado

Os municípios que mais apresentaram ocorrências, como ameaça, boca de urna, compra de votos, transporte de eleitor foram: Belém, Ananindeua, Altamira, Santa Bárbara, Uruará, Benevides, Brasil Novo, Concórdia, Medicilândia e Redenção.

Mais de 18 mil agentes do sistema de segurança pública atuam na Operação Eleições 2018 em mais de três mil viaturas, de duas e quatro rodas.

Por meio do Centro de Integrado de Operações (190) foram registradas 184 denúncias de crimes eleitorais na Região Metropolitana de Belém (RMB), sendo os principais crimes boca de urna e o consumo/venda de bebida alcoólica.

Com a implantação do Centro Integrado de Comando Estadual, foi possível acompanhar, em tempo real, as ocorrências no Estado. Com as 280 câmeras instaladas, foi possível prevenir e agir de maneira imediata em situações suspeitas, reduzindo assim as ocorrências no Pará, durante o pleito eleitoral.

g1 Pará

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here