De acordo com economistas essa queda nos preços não foi percebida por muitos porque o poder aquisitivo dos paraenses também teve uma queda.

cesta 300x169 - Paraenses continuam sem notar queda no preço da cesta básicaO Departamento Intersindical de Estatística e Estudos (Dieese) divulgou uma pesquisa sobre a queda da cesta básica, mas muitos paraenses ainda não sentiram essa diminuição. O valor das cestas básica de janeiro a julho de 2017 caiu 5,374%. Em 2016 essa diferença foi maior, um valor de 6,74%, o que na prática fica difícil sentir a diferença.

“Tem tempo que alguns produtos estão bem abaixo do preço, olha que eu vou ao supermercado todo dia mesmo assim não consigo perceber onde teve essa queda”, disse Cleide Silva comerciante.

A dona de casa que sempre está pesquisando os preços não percebeu que os preços caíram. A pesquisa do Dieese ainda mostrou que os produtos que apresentaram maior redução foram o feijão com 43,84%, banana com queda de 10% e açúcar com 8,74%.

De acordo com economistas essa queda nos preços não foi percebida por muitos porque o poder aquisitivo dos paraenses também teve uma queda.

“A referencia das pessoas não é o preço nominal, é o poder de compra. Embora o preço tenha caído à renda média das famílias também caiu em 2016 e 2017. Com a perca da capacidade de compra das pessoas a sensação é de que as coisas continuam cara” explica o economista, João Claudio Arroyo.

(G1 Pará)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here