Estudo revela que dançar ao som das suas músicas favoritas pode reverter os sinais de envelhecimento

naom 59a5e6698327e - Precisa de mais razões para dançar? Atividade mantém o cérebro jovem

Dançar aumenta o seu equilíbrio e ainda pode ajudar a manter um cérebro jovem. Fazer diariamente um pouco de exercício físico, especialmente dançar, pode ajudar a reverter os sinais de envelhecimento no cérebro, além de atrasar o aparecimento de doenças relacionadas com a idade, como Alzheimer, segundo revela um novo estudo.

Já era conhecido o efeito benéfico que o exercício físico pode ter no cérebro, mas agora um novo estudo revela que a dança é a atividade que tem um efeito ‘anti-idade’ mais profundo no cérebro das pessoas mais velhas.

Como reporta o Indian Express, o estudo liderado por Kathrin Rehfeld, do Centro Alemão para as Doenças Neurodegenerativas, revela que a dança, além de aumentar o equilíbrio, melhora a informação sensomotora, visual e vestibular – os três sistemas sensoriais envolvidos.

Para este estudo, publicado na revista Frontiers in Human Neuroscience, a equipa de investigadores recrutou voluntários seniores, com uma idade média de 68 anos, que se inscreveram num curso de oito semanas de danças ou num treino de resistência e flexibilidade da mesma duração.

(NaoM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here