Rupert Stadler foi detido por envolvimento no caso do “dieselgate”, o escândalo dos motores a diesel do grupo Volkswagen, do qual a marca de luxo faz parte.


Por G1

audi - Presidente da Audi é preso na Alemanha
Presidente da Audi, Rupert Stadler, durante Frankfurt Motor Show, em 12 de setembro (Foto: Daniel Roland / AFP)

O presidente da Audi, Rupert Stadler, foi preso nesta segunda-feira (18), na Alemanha, por envolvimento no caso do “dieselgate”, o escândalo dos motores a diesel do grupo Volkswagen, do qual a marca de luxo faz parte.

A Associated Press, citando a agência de notícias DPA, afirmou que a Volkswagen confirmou relatos de que Stadler foi detido.

Promotores de Munique fizeram buscas na casa de Stadler na semana passada durante a investigação de suspeita de fraude e impropriedades indiretas.

Um total de 20 pessoas estão sob suspeita na investigação que apura se os carros do grupo Volkswagen estariam equipados com um software que desativava os controles de emissões durante a condução regular.

Em novembro de 2015, dois meses depois de a fraude da Volkswagen vir à tona, a Audi admitiu que seus motores 3.0 litros V6 a diesel tinham o dispositivo que reduzia a emissão de poluentes apenas quando os carros passavam por testes.

A Volkswagen se declarou culpada de acusações nos Estados Unidos, país onde dois de seus gerentes estão presos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here