Na foto da turma, os homens fazem um gesto obsceno simulando o órgão genital feminino. Eles foram suspensos pelo reitor da instituição e não participaram da cerimônia de colação de grau. A foto viralizou rapidamente na redes sociais, e revoltou a comunidade acadêmica.

Apesar de uma liminar que garantia que os alunos suspensos colassem grau, o reitor passou por cima da decisão judicial e manteve a suspensão dos alunos. “A turma feriu o decoro da Uepa”, disse o reitor.

Na colação dos alunos que não foram suspensos, o professor Cláudio Borba foi lá e fez o mesmo gesto obsceno na frente da pró-reitora que estava presidindo a colação. Nesta quinta-feira, 17, a Uepa se manifestou através de nota.

Nota da UEPA:

Considerando os recentes acontecimentos envolvendo alunos do curso de Educação Física do Campus XIII da Universidade do Estado do Pará (Uepa), no município de Tucuruí, em que os mesmos divulgaram em rede social foto incompatível com o decoro e ética desta instituição, cumpre ressaltar que a Uepa não compactua com tal tipo de comportamento e repudia veementemente toda e qualquer conduta de caráter desrespeitoso, preconceituoso e misógino, motivo pelo qual informa que tomará todas as medidas administrativas cabíveis para apurar os fatos e aplicar as penalidades devidas, nos termos das normas vigentes.

Assista:

 

Fonte: Portal  Roma News / POR RODRIGO MONTEIRO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here