julhoamarelobannersite 300x225 - Santa Casa do Pará recebe a campanha Julho Amarelo
Imagem Meramente ilustrativa

A Fundação Santa Casa de Misericórdia do Pará (FSCMP) recebe nesta segunda-feira (3) a campanha “Julho Amarelo”, ação alusiva ao Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais, lembrado em 28 de julho. Promovido pelo Ministério da Saúde, com o apoio da Coordenação Estadual de Hepatites Virais da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o “Julho Amarelo” busca informar a população sobre essas doenças e suas complicações. Este ano serão ofertados 30 mil testes rápidos para hepatite B e C em vários municípios do estado.

Pela manhã, na praça da Fundação Santa Casa, a equipe envolvida na campanha realizou testes rápidos junto e também promoveu a conscientização de pacientes sobre a doença. Para a médica hepatologista Márcia Iasi, a mobilização é de extrema importância visto que a Santa Casa um centro de referência estadual para o tratamento de doenças do fígado. “Aqui, nós recebemos o maior número de pacientes com esse diagnóstico, em geral os casos mais complexos, então mais do que qualquer outro lugar a campanha precisava estar aqui hoje”, explicou.

07058e7e d900 4cdd 8e08 fc8ede320d25 300x200 - Santa Casa do Pará recebe a campanha Julho AmareloSegundo a coordenadora estadual de Hepatites Virais, Cisalpina Cantão, a campanha “Julho Amarelo” representa antes de tudo um esforço dos organismos de saúde pública para combater o sub-registro de casos e ampliar o acesso à testagem e ao diagnóstico precoce da doença. A hepatite pode ser silenciosa e a doméstica Maria José da Silva sabe muito bem disso. Ela foi uma das pacientes que participou dos testes rápidos. “Eu vim assim que soube que estariam fazendo os testes aqui. A ação é muito válida, porque essa doença chega de mansinho e precisamos sempre ficar atentos”, alertou, antes de receber, com alívio, o resultado negativo para hepatites.

A campanha continua durante todo o mês de julho. Para o interior estão programadas ações nos municípios de Abaetetuba, Augusto Corrêa, Acará, Barcarena, Bragança, Baião, Cametá, Capanema, Igarapé-Miri, Itaituba, Marabá, Parauapebas, Peixe-Boi, Soure, Salvaterra e Salinópolis, com a parceria dos técnicos que atuam nos Centros Regionais de Saúde (CRS) vinculados à Sespa.

Fonte: Agência Pará

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here