Seca deixa família isoladas na comunidade Rio das Pedras. Moradores relatam que a água está imprópria para o consumo e que já não conseguem pescar.

6209470 x720 300x200 - Seca no Rio Xingu atrapalha navegação de ribeirinhosA comunidade Rio das Pedras, localizada entre os municípios de Vitória do Xingu e Anapu, no sudoeste do Pará, está isolada e não consegue escoar a produção agrícola. Às margens do rio Xingu, os ribeirinhos enfrentam uma seca histórica. Em alguns locais, restou apenas uma lâmina de água e a navegação é inviável.

Na região conhecida como Volta Grande do Xingu, uma área de cerca de 100 km de extensão, pelo menos 50 famílias estão isoladas. Os moradores dizem que a seca deste ano tem relação com a barragem do rio com a construção da Hidrelétrica de Belo Monte.

“O volume de água do rio reduziu em 80% este ano, exatamente por causa da hidrelétrica. Eles dizem que não, que sempre acontecia, mas isso nunca tinha acontecido antes da barragem”, diz o pescador Ricardo Teles Limas.

Moradores tem que ir buscar água em uma cisterna, porque depois da seca do rio, a água que restou está suja e imprópria para o consumo. “A gente passa até necessidade. Essa água daqui ninguém pode triscar, tá difícil demais de viver aqui na beira do Xingu e ao mesmo tempo, a gente não tem pra onde ir”, diz Roberto dos Santos.

“Acabou os peixes, não tem como pescar, secou”, lamenta Francisca do Socorro Machado. Sem peixe, os ribeirinhos buscam o sustento em pequenas lavouras. Macaxeira e cacau foram plantados. O problema é que a produção corre o risco de se perder porque não tem por onde escoar.

Em nota, a Norte Energia informou que a vazão do Rio Xingu está dentro dos padrões de normalidade para o período de estiagem na região. A empresa não se manifestou sobre ajuda aos ribeirinhos prejudicados pela seca do rio.

(G1 Pará)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here