Thrive foi desenvolvido em colaboração com a Samsung para limitar a obsessão das pessoas por estarem sempre conectadas

1508463412 346432 1508464412 noticia normal - Um aplicativo quer ajudá-lo a se desconectar do “smartphone”
Arianna Huffington, fundadora e CEO da Thrive Global, apresenta seu aplicativo para se desconectar da tecnologia na conferência anual de desenvolvedores Samsung Electronics em San Francisco, Califórnia.SAMSUNG ELECTRONICS

Arianna Huffington deixou o Huffington Post, mídia digital que ajudou a fundar em 2016 após mais de 11 anos no comando para liderar a Thrive Global, uma startup que se descreve como uma organização com a missão de “acabar com a epidemia de estresse e exaustão que estamos sofrendo e oferecer a empresas e indivíduos soluções sustentáveis apoiadas pela ciência para melhorar o bem-estar, o desempenho e os objetivos das pessoas ao criar um relacionamento mais saudável com a tecnologia”. Huffington, uma referente no mundo da tecnologia e serviços da informação, tornou-se, paradoxalmente, a líder de uma empresa que visa ajudar as pessoas a se desconectar dessa mesma tecnologia. “Precisamos de tecnologia para ter uma relação mais saudável com a tecnologia”, diz.

A empreendedora apresentou na quinta-feira, na conferência anual de desenvolvedores da Samsung Electronics em São Francisco um aplicativo para smartphones que ajuda a quebrar os laços viciantes com a tecnologia a fim de se conectar mais profundamente com amigos, familiares e o mundo. Huffington argumenta que as melhores ideias ocorrem no chuveiro ou fazendo esportes porque são os únicos momentos em que você não está constantemente verificando sua caixa de entrada ou seu Twitter. Se ganharmos o controle sobre quando e como usar a tecnologia, seremos mais produtivos e felizes, ela argumenta.

Os norte-americanos interagem com seu telefone 2.617 vezes por dia, de acordo com estudos da Dscout. E isso está afetando os níveis de estresse das pessoas. A Associação Americana de Psicologia diz que 86% dos norte-americanos verificam seus e-mails e redes sociais “sempre” ou “frequentemente”. As pessoas com maior nível de estresse são geralmente aquelas que não conseguem parar de verificar seus smartphones mesmo nas férias ou feriados.

“O melhor conselho que posso dar ao público é desligar o telefone antes de ir dormir e deixá-lo carregando em outra sala”, disse Huffington na apresentação. “Os seres humanos são fracos, eu mesma sou, devemos antecipar e tentar eliminar as tentações”.

Precisamos controlar a tecnologia, não sermos controlados por ela

O aplicativo tem vários modos para limitar as notificações, ligações e mensagens de texto que entram, exceto as enviadas por pessoas imprescindíveis que você escolher, como parentes mais próximos. E também é bidirecional: se você ativar o modo Thrive e alguém escrever, receberá uma mensagem com o aviso.

Thrive inclui um painel de controle para ver as horas que foram dedicadas a cada aplicativo, e podem ser estabelecidos objetivos como desperdiçar menos tempo no Instagram ou reduzir o tempo de uso do Twitter durante as horas de trabalho. O aplicativo trabalha nos intervalos de tempo que você quiser se concentrar apenas no que está fazendo. Há até mesmo um modo no qual, depois de ter restringido notificações e o acesso a alguns aplicativos não é possível voltar atrás até chegar a hora programada. “Precisamos controlar a tecnologia, não sermos controlados por ela”, disse Huffington.

O aplicativo foi desenvolvido em colaboração com a Samsung e será lançado em 15 de dezembro para os smartphones da fabricante sul-coreana na Galaxy App Store. Não há datas ou planos para outros dispositivos como o iPhone. Os interessados podem pedir acesso à versão beta que será lançada nas próximas semanas.

(El País)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here