Acontece ainda na manhã de hoje, 19 de setembro, a audiência de instrução para tratar da  enchente que deixou inúmeras pessoas desabrigadas e matou duas crianças no ano passado em Paragominas . A Ação Civil Pública foi assinada conjuntamente pela Defensoria e Ministério Público, que representam toda a sociedade paragominense. De acordo com o Defensor Público Diogo Eluan, essa ação é movida contra o município por ter sido omisso ao não fiscalizar as barragens.

Além da omissão, que é o objeto da ação, os órgãos também pedem que o município apresente um projeto concreto e o cronograma de obras para desobstruir os rios e igarapés do município, para evitar que incidentes semelhantes voltem a acontecer.

WhatsApp Image 2019 09 19 at 09.23.17 1024x576 - Acontece hoje a audiência referente à enchente que desabrigou inúmeros paragominenses e matou duas crianças
População atingida pela enchente se mobiliza em frente ao Fórum do município

O pedido de manutenção do rio reflete a preocupação dos moradores que estão aflitos com a possibilidade de uma nova enchente. Foi o que disse Cláudia Horácio Souza, moradora da Rua Caravelas, na Promissão II: “Não vimos aqui reivindicar só os nossos direitos, mas a limpeza do rio. Muitas pessoas já conseguiram reconstruir em parte as suas vidas, mas o medo de novos alagamentos é constante e a gente vê que nada está sendo feito para evitar”.

Nota do site: Nossa reportagem continua ouvindo as partes interessadas e em tempo hábil voltaremos ao assunto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here