Acordo inclui resgate e indenizações 300x199 - Acordo inclui resgate e indenizaçõesO navio boiadeiro Haidar, que naufragou com cinco mil cabeças de gado no porto de Vila do Conde, em Barcarena, no dia 6 de outubro de 2015, será resgatado do fundo do Rio Pará pela Companhia Docas do Pará. Este é um dos compromissos assumidos pela estatal, em conjunto com a Minerva S.A., empresa proprietária dos bois, na última segunda-feira à tarde, durante audiência de conciliação na 9ª Vara Federal, a única especializada em todo o Pará que julga ações de natureza ambiental.
A audiência, presidida pelo juiz federal Arthur Pinheiro Chaves, contou com a presença de representantes da União, do Ministério Público (Federal e do Pará), CDP, Capitania dos Portos, Defensoria Pública da União, Minerva, Norte Trading Operadora Portuária Ltda. e Global Agência Marítima Ltda.
Também ficou acertado que serão destinados mais de R$ 7 milhões que vão compor um fundo criado especificamente para financiamento de projetos ligados ao meio ambiente. Em relação às carcaças das reses, que ainda se encontram enterradas no porto de Vila do Conde e áreas próximas, a Minerva assumiu exclusivamente a obrigação de realizar o monitoramento das covas, conforme plano de trabalho que ainda será apresentado em juízo.

(O Liberal)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here