DOL

    

pm preso 00537031 0  - Acusado de matar policial militar em Benevides é preso
 | Divulgação/Polícia Civil

Medson Picanço Santos, 19 anos, foi preso por policiais civis da Delegacia de Homicídios de Agentes Públicos (DHAP), nesta quinta-feira (10).

Ele é acusado da autoria do homicídio do sargento da Polícia Militar do Pará, Braz Osano Ribeiro Martins, e da tentativa de homicídio de Edson Caxias Garrido.

Os crimes ocorreram em 20 de julho deste ano, em Benevides, região metropolitana de Belém.

A prisão foi realizada no bairro da Campina, em Belém, pela equipe policial. Contra Medson, há um mandado de prisão temporária expedido pela Justiça.

O crime contra o sargento Braz Osano ocorreu no pátio da residência da vítima. Ele e o amigo Edson foram surpreendidos a tiros por dois homens que chegaram ao local com armas de fogo nas mãos. Os dois foram baleados. O policial militar faleceu ainda no local e o amigo dele foi socorrido e levado gravemente ferido para o Hospital Metropolitano de Ananindeua.

A motivação do crime teria sido a morte de Felipe Cezar Ferreira Santana de Oliveira no dia 1º de julho deste ano, portanto, 19 dias antes da morte do sargento Braz. Felipe acabou morrendo ao reagir à uma abordagem policial no bairro do Murinim, em Benevides.

A partir da morte de Felipe Cezar, as investigações apontaram que pessoas foram recrutadas para se organizarem com objetivo de dar uma “resposta” a uma facção criminosa. Assim, o sargento Braz foi “escolhido” apenas pelo fato de residir em Benfica (Benevides). O policial militar não participou da ação policial que resultou na morte de Felipe.

(Com informações da Polícia Civil)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui