AUTOMÓVEIS: TER OU NÃO TER, EIS A QUESTÃO!

Por Raphael Sampaio Vale

A dúvida é algo inerente ao ser humano, não é uma exclusividade de Hamlet ao falar a célebre frase: Ser ou não ser, eis a questão!

Todos temos dúvidas e opções em nossas vidas, por mais limitadas e imperceptíveis que as vezes sejam, mas estão lá nossas possibilidades de escolha.

Ter ou não ter um automóvel essa é a questão de quem mora em grandes cidades ao redor do mundo. Será? Vamos ver ao final do texto… Compartilhando carros (carsharing).

Utilizar cá em Lisboa o serviço da DRIVE NOW foi minha primeira experiência com o modelo de negócio denominado carsharing, que nada mais é que o aluguel de carros pelo tempo de utilização, minutos ou horas.

IMG 20181207 WA0026 1024x768 - "Admirável Mundo Novo" - Automóveis: ter ou não ter, eis a questão! - por Raphael Sampaio Vale

 

Bem, as vezes, somos todos São Tomé tem que viver para acreditar! Usei fiquei positivamente surpreso, satisfeito e feliz! Carros excelentes, seguros, novos e que dão prazer em dirigir. Fica o meu testemunho, funciona e muito bem!

Muito similar as plataformas e aplicativos das bicicletas compartilhadas. Baixa o aplicativo, faz o cadastro escolhe o automóvel desbloqueia pelo aplicativo e pronto estais a conduzir o carro. Peraí, mas que carro? A DRIVE NOW em Lisboa iniciou as atividades em 2017, conta hoje com 211 automóveis a disposição em 05 modelos: 03 da marca MINI e 02 da BMW! Isso mesmo são carros excelentes em que você para por minuto utilizado, variando o custo entre R$ 1,25 e 1,55 por minuto incluíndo o combustível, seguro e estacionamento. Não acredita? Explore o website https://www.drive-now.com/pt/pt/lisbon

IMG 20181207 WA0011 473x1024 - "Admirável Mundo Novo" - Automóveis: ter ou não ter, eis a questão! - por Raphael Sampaio Vale

A DRIVE NOW originalmente surgiu na Alemanha em 2011, na cidade de Munique, sede do grupo BMW, o negócio evoluiu e hoje está em 12 cidades da Europa.

Há em Lisboa outras opções: a pioneira Citydrive, iniciou em 2014 (60 automóveis), a EMOV (150 automóveis elétricos da Citroën C-Zero), pertencente ao grupo PSA (dono da Citroën, Peugeot e Opel) e a 24/7 da empresa de aluguel de carros HERTZ.

Esses serviços de carsharing, ou mobilidade compartilhada, já estão espalhados pelo mundo todo, possuem até uma associação mundial das empresas do setor e realizam conferências.

Ou seja, algo que era inexistente, hoje está a revolucionar cidades, vidas e empresas. Além das empresa que já falamos citamos algumas outras que estão no segmento: Avis, General Motors, Mercedes-Ben, Ford, Toyota, Volkswagen,

É uma mudança grande, como o WhatsApp, Spotfy, Netflix…

IMG 20181207 WA0025 1024x768 - "Admirável Mundo Novo" - Automóveis: ter ou não ter, eis a questão! - por Raphael Sampaio Vale

 

A evolução da humanidade sempre foi pautada pelas distâncias que podemos percorrer. Os motores a vapor e combustão impulsionaram as duas primeiras revoluções indústrias e nos trouxeram até aqui. Modelos de negócios caros e centralizados e agora estamos diante de uma era de mudanças velozes, disrupturas desses modelos.

Exemplo maior e presente na maioria das grandes áreas urbanas do mundo são os aplicativos/plataformas de transporte particular. Que tem causado inúmeras discussões.

Deixou uma reflexão sobre o desaparecimento de uma importante categoria profissional das grandes cidades no final do século XIX e início do século XX: os limpadores de excrementos de cavalos! Como dizia Henry Ford: “Se perguntasse a meus compradores o que eles queriam, teriam dito que era um cavalo mais rápido!”

A revolução tecnológica (considerada a 3ª revolução industrial) está acontecendo e a 4ª Revolução Industrial já iniciou, na qual há uma convergência entre as tecnologias físicas, biológicas e digitais. E as formas de transportes também serão afetadas.

Mudanças e os transportes

Passamos atualmente por uma mudança profunda nos conceitos: de consumo, de propriedade e de trabalho dentre vários outros. Transições rápidas estão acontecendo. Empresas gigantes sumiram, outras se adaptaram e muitas que eram pequenas hoje dominam a economia global.

É impossível prever como será a sociedade daqui a 10 ou 20 anos. Lembram como eram nossas vidas 10 ou 20 anos atrás? Como eram as informações (TV, jornal e revistas impressos), a comunicação (telefone, carta, fax), como ouvíamos músicas (fita K7, CDs, pendrive), pagamento de contas (no banco) e os meios de transporte (carros, táxis, ônibus).

Transporte é nosso tema, que por milênios foi impulsionado por cavalos seja individualmente ou movendo carroças, bigas, carruagens. Ainda hoje os cavalos são usados, porém mais nas áreas rurais, para esporte e lazer.

Sua presença ainda é diária no mercado de veículos, já que houve a utilização da força dos cavalos para determinar a potência dos motores a vapor pelo inventor James Watt atribuiu para em 1780 de atribuir a medida de cavalos de potência ou simplesmente “cv”.

Vamos seguir com o marco temporal da prevalência dos motores (automóveis) sobre a tração animal (cavalo) o ano de 1912, que foi o primeiro ano que na cidade de Nova Iorque (NYC) o número de automóveis ultrapassou o de cavalos.

Pouco mais de um século depois as grandes cidades, inclusive NYC, sofrem com o excesso de carros, vejamos o ranking das cidades em que as pessoas ficam mais tempo em congestionamentos por ano (dados completos em inrix.com), foram consideradas 1.360 cidades ao redor do mundo:

1ª Los Angeles (Estados Unidos) – 102 horas
2ª Moscou (Rússia) – 91 horas
3ª Nova Iorque (Estados Unidos) – 91 horas
4ª São Paulo (Brasil) – 86 horas
5ª São Francisco (Estados Unidos) – 79 horas
6ª Bogotá (Colombia) – 75 horas
7ª Londres (Reino Unido) – 74 horas
8ª Magnitogorsk (Rússia) – 73 horas
9ª Yurga (Rússia) – 71 horas
10ª Atlanta (Estados Unidos) – 70 horas

25ª Belém (Brasil) – 55 horas

375ª Lisboa (Portugal) – 22 horas

Apenas como referência a população da Área Metropolitana de Lisboa (AML) é de aproximadamente 2,8 milhões de pessoas e na Região Metropolitana de Belém (RMB) ou Grande Belém é de 2,4 milhões de habitantes.

IMG 20181207 WA0016 768x1024 - "Admirável Mundo Novo" - Automóveis: ter ou não ter, eis a questão! - por Raphael Sampaio Vale

O que há em Lisboa

Na Universidade de Lisboa (ULisboa) tem um frase que traduz a cidade: “De Lisboa para o Mundo”. Uma cidade histórica, agradabilíssima e cosmopolita. Com um fluxo turístico e de novos moradores na cidade crescente o que lhe rendeu a escolha como melhor destino turístico em 2017 e 2018! Também é sede do WEB SUMMIT o maior evento de tecnologia da Europa pelos próximos 10 anos.

Com esses fatores de crescimento das atividades de turismo tradicional e de negócios a cidade tem feito muito para melhorar a mobilidade urbana, prova disso é que ocupava no ranking acima diminui de 2016 para 2017 em 04 horas o tempo médio anual perdido em congestionamentos pela população.

No tocante aos transportes as ações vão muito além do carsharing, Lisboa tem as seguintes opções de transporte:

1. Ônibus e bondes (cá chamados de autocarros e elétricos);
http://www.carris.pt/pt/carreiras/

2. Trem (comboio);
https://www.cp.pt/passageiros/pt/como-viajar/urbanos-lisboa
3. Mêtro (Metropolitano ou Metro)
https://www.metrolisboa.pt

4. Táxi
https://taxislisboa.com

5. Aplicativos de transporte privado (Cabify, Chofer, Taxify e Uber)

6. Bicicletas compartilhadas (mais de 1.500 – convencionais e elétricas)
https://www.gira-bicicletasdelisboa.pt

7. Patinetes elétricos compartilhados (trotinetes)
https://www.li.me/pt/

8. Scooters elétricas
https://www.ecooltra.com/pt/

IMG 20181207 WA0029 768x1024 - "Admirável Mundo Novo" - Automóveis: ter ou não ter, eis a questão! - por Raphael Sampaio Vale
Patinete elétrico compartilhável

Ter ou não ter?

Mediante a minha vivências nos últimos meses, a resposta é simples: não ter! Imobilizar dinheiro em um carro, que ao sair da loja já tem uma desvalorização absurda! Depois pagar os impostos, seguro, manutenção e claro custo do combustível, que cá é bastante caro: 1 litro de Gasolina 95 preço médio € 1,490/R$ 6,88 (câmbio de 1€=R$4,62) e 1 litro de Diesel simp preço médio € 1,381/R$ 6,38 (câmbio de 1€=R$4,62).

As opções de mobilidade urbana em Lisboa são muitas, funcionam e nos permitem um deslocamento rápido e eficaz. E o melhor estão a melhorar ano a ano.

IMG 20181207 WA0018 1 768x1024 - "Admirável Mundo Novo" - Automóveis: ter ou não ter, eis a questão! - por Raphael Sampaio Vale

Um dos fatores interessantes são os mais de 200 quilometros de ciclovias que interligam a cidade.

Enfim, o carsharing é uma excelente opção para deslocamento urbano com a família ou amigos, para fazer compras e/ou ir ao aeroporto. Um uso pontual e mais racional do carro, considerando que você tem prazer em dirigir!

Bem vindo ao “Admirável Mundo Novo”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui