Alimentação dos paraenses apresentou alta pelo segundo mês 300x199 - Alimentação dos paraenses apresentou alta pelo segundo mês
Tarso Sarraf/O Liberal

No mês passado, a cesta básica dos paraenses teve alta de preço de 3,37% em relação ao mês de janeiro, custando em média R$ 379,36. Os dados são do balanço efetuado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos do Pará (Dieese/PA), divulgado nesta terça-feira (6).

A pesquisa mostra que os produtos da cesta básica que apresentaram os maiores reajustes foram o tomate com alta de 30,24%, seguido da farinha de mandioca com alta de 2,61%; leite com alta de 2,42% e da banana com alta de 1,29%.

Já os produtos que tiverem baixas foram o açúcar com queda de 4,76%, seguido da carne bovina com queda de 4,28%; café com queda de 4,24%; arroz com queda de 3,29%; feijão com queda de 2,63%; manteiga com queda de 2,40% e do óleo de soja com queda de 1,92%.

Segundo o Dieese, o custo da cesta básica para uma família padrão paraense, composta de dois adultos e duas crianças, ficou em R$ 1.138,08 sendo necessários, portanto quase dois salários mínimos para garantir as mínimas necessidades do trabalhador e sua família, somente com alimentação.

A pesquisa mostra ainda que para comprar os 12 itens básicos da cesta, o trabalhador paraense comprometeu 43,22% do novo salário mínimo de R$ 954,00, e teve que trabalhar cerca de 87 horas e 29 minutos das 220 horas previstas em Lei.

(ORM)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui