presidio de altamira - Centro de Recuperação em Altamira volta a receber visitas neste sábado
Centro de Recuperação de Altamira volta a receber visitar. — Foto: Glaydson Castro/TV Liberal

Por G1 PA — Belém

O Centro de Recuperação Regional de Altamira (CRRAL), no sudoeste do Pará, voltou a funcionar normalmente neste sábado (24). Desde o confronto de facções, que terminou com a morte de 58 internos no último dia 29 de julho, a Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe) vem reestruturando a unidade penal. Com o retorno do funcionamento as visitas foram retomadas. Atualmente, o centro custodia 192 internos.

Para a diretora da unidade, com o reforço na segurança e no sistema operacional a expectativa é de que a retomada das visitas seja tranquila. “O esquema de segurança foi reforçado. O Comando de Operações Penitenciárias está com uma guarnição aqui, e está à frente do operacional. Os familiares estão sendo orientados, e nós esperamos que a visita seja tranquila. Aos poucos, está sendo retomada a normalidade”, informou a diretora.

Desde o dia 8 de agosto o Comando de Operações Penitenciárias (Cope) está no local dando suporte aos procedimentos, capacitando os agentes da unidade e reforçando a segurança. A direção da unidade também realizou um mutirão de saúde, que ofereceu consultas a 33 internos, feitas por uma equipe médica, além de medicamentos.

Força-Tarefa em Altamira

Os agentes da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária (FTIP) foram enviados ao presídio de Altamira, sudeste do Pará, onde aconteceu o massacre que deixou 58 pessoas mortas no dia 10 de agosto.Os agentes passaram por treinamentos no Centro de Operações Penitenciárias (Cope).

Ao todo foram 40 agentes da Força-Tarefa enviados para o estado. Segundo o Governo, eles vão trabalhar em atividades de guarda, vigilância e custódia de presos, além de participar do treinamento de novos agentes penitenciários pelo período de 30 dias. O envio aconteceu depois do pedido de apoio do governo do Pará ao Ministério da Justiça e Segurança Pública.

..

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here