Nesta quarta-feira, 19, o Complexo de Musealização do Parque Estadual Monte Alegre (Pema) será inaugurado.
A cerimônia deve ocorrer às 10h, e contará com a participação do governador Simão Jatene; do presidente do Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-bio), Thiago Novaes; do secretário de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Thales Belo; e do superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional do Pará, Cyro Lins.

O evento terá ainda a apresentação do Coral da Cidade de Monte Alegre, formado por alunos de escolas públicas do município. O coral cantará o hino do Pará e músicas típicas.

O Complexo de Musealização do Parque Estadual Monte Alegre

Com um território aproximado de 3,7 mil hectares (ou 36,78 km²), o Parque Estadual Monte Alegre foi criado legalmente em 2001, para preservar uma parte das riquezas naturais e do patrimônio histórico e cultural que a região do Baixo Amazonas abriga, mas a obra do complexo de musealização foi iniciada no ano passado.

A área se estende por diversas riquezas naturais, culturais e históricas, como 45 sítios arqueológicos, rios, floresta, montanhas e cavernas. Os sítios arqueológicos são alguns dos principais atrativos turísticos do Parque. Eles guardam os primeiros resquícios da passagem dos seres humanos pela Amazônia: são pinturas rupestres que remontam a mais de 11 mil anos, além de itens cerâmicos, como jarros e pratos que foram encontrados em escavações no local.

O Complexo de Musealização do Pema ligará o pórtico de entrada às trilhas que seguem para a Serra da Lua e a Pedra do Mirante. A área construída é de 1,4 mil m² e tem o objetivo principal de proporcionar uma maior estrutura de acolhimento a turistas e visitantes, ao mesmo tempo em que incrementa a proteção e a gestão da UC.

O Pema conta, agora, com 40 vagas de estacionamento para motos, carros, vãs (42), ônibus (4) e micro-ônibus (4); no Centro de Visitantes, os frequentadores encontram banheiros, lanchonete, loja de souvenir, auditório, minibiblioteca, recepção, copa e a administração do parque, que é feita pelo Ideflor-bio. Há também um circuito com 12 malocas, onde as pessoas poderão descansar, contemplar as pinturas e fazer lanches.

 

Da Redação Portal Roma News Com informações de Agência Pará.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui