18606142512 b170f6ea72 k - Em 2017, Detran-PA registrou 416 acidentes no período do Carnaval, maioria por falta de atenção

As principais causas de acidentes no período do carnaval 2017 no Pará foram falta de atenção (115), perda do controle (50) e manobra irregular (29), aponta o Detran-Pa. (Foto: Dênio Simões/Agência Brasília)

o período do Carnaval 2017 o departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran-PA) registrou 416 acidentes em todo o estado. Em Belém foram 120, informou o órgão. Com o objetivo de diminuir os acidentes este ano, o Detran-Pa promoverá ações educativas em 37 municípios paraenses.

As principais causas de acidentes no período do carnaval 2017 no Pará foram falta de atenção (115), perda do controle (50) e manobra irregular (29), aponta o Detran-Pa. Em Belém foram 60 acidentes por manobra irregular, 15 por falta de atenção e 7 por desrespeito à preferencial. Segundo o Detran-PA, as ações deste ano, junto à fiscalização, devem refletir na redução dos casos de acidentes.

Na semana que antecede o Carnaval deste ano, equipes da Coordenadoria de Educação de Trânsito do Detran-PA percorrem 37 municípios firmando parcerias e discutindo diretrizes com gestores e representantes da sociedade civil, a fim de promover ações preventivas durante a Operação Carnaval 2018.

A escolha dos municípios levou em conta fatores geográficos, como é o caso de Igarapé-Açu, que fica na “Rota Turística”, caminho tradicional de milhares de foliões que vão para locais de grande concentração durante o Carnaval, como os municípios de Vigia de Nazaré, Curuçá, Bragança e Salinópolis, na região nordeste.

“É a forma de assegurarmos e anteciparmos, principalmente no deslocamento rodoviário, que os condutores sejam alertados e sensibilizados quanto à necessidade de um trânsito seguro, respeitando as leis e regras para sua própria segurança e dos demais”, ressalta Ermelinda Cantuária, coordenadora de Educação em exercício do Detran.

A ampliação da área de cobertura para 37 municípios permitiu o trabalho em parceria com as Ciretrans (Circunscrições Regionais de Trânsito), a Coordenadoria de Operação e Fiscalização do órgão, prefeituras, órgãos executivos municipais de trânsito, secretarias municipais de Educação e Saúde, conselhos tutelares, Ministério Público Estadual nas comarcas do interior, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar, organizadores dos carnavais locais e demais representantes da comunidade.

As ações precursoras da “Operação Carnaval 2018” começaram na segunda-feira (5) e prosseguem até o dia 15, coincidindo com o final da operação em todo o Pará.

Além da capital, Belém (e seus distritos, como a Ilha de Mosqueiro), a “Operação Carnaval 2018” será realizada em Abaetetuba, Barcarena, Moju, Igarapé-Miri, Cametá, Tucuruí, Tailândia, Acará, Concórdia do Pará, Bujaru, Tomé-Açu, Santo Antônio do Tauá, Vigia de Nazaré, Santa Izabel do Pará, Ananindeua, Castanhal, Igarapé-Açu, Marapanim, Curuçá, Santa Maria do Pará, São Miguel do Guamá, Irituia, Mãe do Rio, Aurora do Pará, Ipixuna do Pará, Paragominas, Soure, Salvaterra, Cachoeira do Arari, Viseu, Capanema, Quatipuru, Bragança, Traquateua, São João de Pirabas e Salinópolis, que recebem grande fluxo de veículos e milhares de visitantes nesse período.

(G1 Pará)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui