ABERTURA DE MERCADO

Boi gordo: frigoríficos pagam mais para conseguir atender demanda de Natal

A análise é da Scot Consultoria. Confira as principais notícias sobre dólar, mercado agropecuário e previsão do tempo para começar o dia bem informado

1421177908145 - Em Paragominas a arroba do boi à vista está custando R$ 138. Fique por dentro!
Foto: divulgação

Com a aproximação do Natal, está difícil a aquisição de boiadas e o volume de negócios diminuiu, aponta a Scot Consultoria. Os frigoríficos que precisam de bois para atender a demanda esperada para essa época do ano estão ofertando preços acima da referência.

As escalas de abate em São Paulo giram em torno de seis dias, porém, foram registradas indústrias com escalas mais curtas.

Em Goiânia (GO), o cenário é o mesmo e a alta foi de 0,7%.

BOI GORDO NO MERCADO FÍSICO – ARROBA À VISTA

  • Araçatuba (SP): R$ 151
  • Triângulo Mineiro (MG): R$ 146
  • Goiânia (GO): R$ 139
  • Dourados (MS): R$ 140
  • Mato Grosso: R$ 131 a R$ 136
  • Marabá (PA): R$ 133
  • Rio Grande do Sul (oeste): R$ 4,90 (kg)
  • Paraná (noroeste): R$ 151
  • Paragominas (PA): R$ 138
  • Tocantins (sul): R$ 135
  • Veja a cotação na sua região

Soja

Os contratos futuros da soja negociados na Bolsa de de Chicago fecharam a quinta-feira com preços mais baixos.

Apesar do bom resultado das exportações semanais americanas e do anúncio de novas vendas – incluindo aquisições chinesas -, o mercado foi pressionado pelo clima de aversão ao risco no cenário financeiro, que se seguiu às decisões de ontem do banco central americano, o Fed.

As exportações líquidas norte-americanas de soja, referentes à temporada 2018/2019 ficaram em 2,8 milhões de toneladas na semana encerrada em 13 de dezembro – maior volume da temporada. Representa um forte avanço frente à semana passada e à média das últimas quatro semanas. O maior comprador foi a China, com 1,6 milhão de toneladas. Para a temporada 2019/2020, foram mais 127,8 mil toneladas. Analistas esperavam entre 2 milhões a 2,7 milhões de toneladas, somando-se as duas temporadas.

Como era amplamente esperado, o Fed elevou a taxa básica de juros em 0,25 ponto percentual (pp), para a faixa entre 2,25% e 2,50%, e reduziu as projeções de aperto monetário para 2019, que passaram de três para duas. As estimativas de crescimento e inflação também foram revisadas em baixa para este ano e no próximo.

Segundo analistas, o sinal político para os próximos anos foi mais radical do que o mercado esperava. Agora o Fed afirmou que vai monitorar o desenvolvimento financeiro e global – referindo-se aos resultados aquém da atividade industrial da Europa e da China.

SOJA NA BOLSA DE CHICAGO (CBOT) – POR BUSHEL

  • Janeiro/2019: US$ 8,93 (-6,50 cents)
  • Março/2019: US$ 9,06 (-6,75 cents)

Brasil

SOJA NO MERCADO FÍSICO – POR SACA DE 60 KG

  • Passo Fundo (RS): R$ 79
  • Cascavel (PR): R$ 72,50
  • Rondonópolis (MT): R$ 70
  • Dourados (MS): R$ 76
  • Santos (SP): R$ 81,50
  • Paranaguá (PR): R$ 79
  • Rio Grande (RS): R$ 80
  • São Francisco (SC): R$ 81,50
  • Confira mais cotações

Fonte: Canal Rural

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui