OMS: na América Latina, crianças e adolescentes engordaram “rapidamente”

4lxo8yi10o 1crv851hpd file 300x199 - Em quatro décadas, aumenta em 10 vezes a obesidade de crianças
Número de obesos de até 19 anos aumentou mais do que 10 vezesReprodução

O número de crianças e adolescentes obesos (de 5 a 19 anos) aumentou dez vezes em todo o mundo, nas últimas quatro décadas.  A pesquisa analisou o índice de massa corporal (IMC) de 130 milhões de pessoas, a partir dos 5 anos, com dados de 1975 a 2016.

De acordo com o estudo, liderado pelo Imperial College de Londres e OMS (Organização Mundial de Saúde), se as tendências atuais continuarem, mais crianças e adolescentes serão obesos ou estarão severamente abaixo do peso até 2022.

O estudo foi publicado na revista científica The Lancet antes mesmo deste 11 de outubro, Dia Mundial da Obesidade.

As taxas de obesidade nas crianças e adolescentes do mundo aumentaram de menos de 1% (equivalente a 5 milhões de meninas e 6 milhões de meninos) em 1975, para quase 6% em meninas (50 milhões) e quase 8% em meninos (74 milhões) em 2016.

Combinado, o número de obesos de 5 a 19 anos aumentou mais do que dez vezes no mundo, de 11 milhões em 1975, para 124 milhões em 2016.

De acordo com os estudos, crianças e adolescentes “passaram rapidamente de peso insuficiente para sobrepeso” em muitos países de renda média, inclusive no Leste Asiático, América Latina e Caribe.

Os autores dizem que isso pode refletir um aumento no consumo de alimentos densos em energia, especialmente carboidratos altamente processados, que levam ao aumento de peso e a baixos resultados de saúde ao longo da vida.

Obesidade atinge 46% das crianças paulistas, mostra pesquisa.

20171011 obesidade infantil 300x300 - Em quatro décadas, aumenta em 10 vezes a obesidade de crianças

(R7)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here