xhospital da rede.jpg.pagespeed.ic.db5 v9ZUbf - Enfermeira é demitida após dizer que filhos brancos devem ser sacrificados, nos EUAEnfermeira foi demitida do hospital após um tweet Foto: Divulgação

Um hospital de Indiana, nos Estados Unidos, está investigando um tweet supostamente publicado por uma enfermeira que trabalha na organização. No post, com conteúdo extremistas foi publicado pela conta “Night Nurse”, a empregada Taiyesha Baker diz que mulheres brancas estão mais propensas a terem filhos “terroristas, estupradores e assassinos”.

A enfermeira também diz na publicação, do jornal “Indianapolis Star”, que as crianças brancas deveriam ser “sacrificadas aos labos”:

“Toda mulher branca prejudica a sociedade quando cria um filho. Alguém com maior propensão para ser um terrorista, estuprador, racista , assassino e violência doméstica. Historicamente, todo filho que você teve deveria ser sacrificado aos lobos”, diz o tweet.

O Indiana University Health, hospital em que a mulher trabalhava, informou após o ocorrido que a enfermeira “não é mais um empregado” da instituição. O porta-voz do IU Health, Jason Fechner, confirmou que Baker trabalhou para o sistema de saúde quando o tweet foi postado.

De acordo com os registros públicos de Indiana, Baker foi registrada como enfermeira no dia 30 de outubro deste ano.

(Jornal Extra)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here