Marido e filho, de 2 anos, também estavam no veículo, mas não se feriram. Família é de Iporá, mas crime ocorreu em Ivolândia. Segundo esposo, vítima foi baleada após discutir com um dos suspeitos.
vanessa mil2 - Grávida é morta com tiro dentro de carro após abordagem de criminosos em Goiás
Moradora de Iporá, Vanessa foi morta em estrada vicinal de Ivolândia (Foto: Reprodução/Facebook)

ma mulher de 28 anos foi morta após ser baleada dentro do carro onde viajava, em Ivolândia, região central de Goiás. Segundo a Polícia Civil, a representante comercial Vanessa Camargo, grávida de 3 meses, estava acompanhada do marido e do filho do casal, de 2 anos, quando eles foram abordados por dois homens em uma moto. O esposo, que dirigia o veículo, parou e um dos suspeitos assumiu a direção. Ele disse em depoimento que a vítima discutiu com o rapaz e levou um tiro na cabeça. Até o momento, ninguém foi preso.

O crime aconteceu na segunda-feira (31) em uma estrada vicinal da cidade. O marido e a criança não se feriram. De acordo com o delegado Ramon Queiroz, responsável pelo caso, a família mora em Iporá, também na região central, e seguia para Goiânia por motivo de trabalho.

99917975 7722 4b45 a5f0 8f8491f1ef8b 300x200 1 300x200 300x200 - Grávida é morta com tiro dentro de carro após abordagem de criminosos em Goiás“O marido dela disse ontem [terça-feira, 1º] que eles foram abordados na GO-060, cerca de 15 km depois de Iporá. Depois que um dos homens assumiu a direção, o outro continuou na moto e seguiu o carro. O condutor pegou o caminho inverso, entrou em uma estrada de terra e fugiu com o comparsa na moto depois de cometer o crime”, disse o delegado ao G1.

Ainda conforme Queiroz, o marido de Vanessa, que é empresário, afirmou que a esposa discutiu com o criminoso porque queria descer do veículo. Ele disse também que como seu celular estava sem sinal, pegou o filho e foi até a estrada para pedir ajuda. Porém, a mulher não resistiu.

O responsável pelo caso disse que nenhum pertence foi levado. O esposo da vítima afirmou que ficou com medo e parou o veículo após ver a arma do motociclista.

“Não descartamos nenhuma possibilidade. Temos que checar tudo. Estou tentando marcar a reconstituição do crime ainda para esta semana para que o marido possa mostrar como se deram os fatos”, afirmou Queiroz.

O corpo de Vanessa foi sepultado na terça-feira, em Iporá.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here