Dharmendra Pratap Singh, um famoso cirurgião indiano, é acusado de matar a ex-mulher, identificada como Rakhi Srivastava, na Índia.

O caso acabou chamando atenção, pois o suspeito atualizou o facebook da vítima por sete meses para enganar a polícia. O atual marido de Rakhi acionou os policiais e deu queixa após o desaparecimento repentino de sua mulher. Ele chegou a ser investigado, mas nenhuma prova foi obtida contra ele.

Entretanto, o suspeito matinha a rede social da vítima ativa e atualizada, dando a entender que ela estava viva e vivendo em Assam, na Índia. Após as investigações, a polícia conseguiu rastrear o telefone usado para entrar no perfil de Rakhi, em Gorakhpur com o cirurgião, onde ele tem uma clínica.

Mas o corpo da vítima já tinha sido encontrado em junho, mas estava sem identificação até esse mês. De acordo com as investigações da polícia, o suspeito esteve em Pokhora onde a mulher foi vista pela última vez.

Na última sexta-feira (21), o cirurgião confessou o crime e como fez para encobri-lo. Em depoimento, ele empurrou a vítima de uma colina e teve ajuda de dois comparsas, que também foram presos.

O motivo seria porque Rakhi estaria chantageando o ex para ficar com uma de suas propriedades.

 

(Com informações do Portal do Holanda)

Fonte: DOL

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui