Em virtude do caos político que se instalou na Venezuela, desde o ano de 2017, a imigração de povos venezuelanos começou a se intensificar no Brasil. Foi quando decretou-se estado de calamidade pelo governo brasileiro e se criaram algumas políticas públicas para acolher da melhor maneira essa população. Contudo, diferenças culturais e a falta de compreensão da legislação brasileira dificultam consideravelmente esse atendimento. Muitos imigrantes, por exemplo, que estão em situação de vulnerabilidade social, não aceitam se integrar aos serviços que são oferecidos pelo setor público brasileiro, como abrigo e alimentação. Segundo o servidor da SEMAS que realizou atendimento à família da imagem abaixo, muitos deles são indígenas e o ato de pedir dinheiro é cultural e considerado trabalho para eles.

20190411 095702 300x225 - Imigração venezuelana chega em Paragominas e preocupa poder público
Servidor da Semas colhendo informações de imigrante com suas filhas menores

“O que agrava a situação é que geralmente os adultos estão acompanhados de suas crianças, as quais ficam em situação vulnerável, o que agride o estatuto da criança e do adolescente, e portanto, a legislação brasileira”, acrescentou o servidor.

Com o decreto, criaram-se dois abrigos na cidade de Belém, sendo um municipal e outro estadual, com a finalidade de receber e oferecer condições adequadas para atender às necessidades básicas dos “vizinhos”. A orientação que a SEMAS de Paragominas tem é de encaminhar essas pessoas que estão em situação de vulnerabilidade para os abrigos em Belém.

O povo brasileiro é solidário e muito sensível à realidade enfrentada hoje pelos venezuelanos. Mas, a Superintendente da Proteção Social Especial do município alerta sobre a ilusão da esmola. Segundo ela, é um equívoco, pois isso os encoraja a permanecer nessa situação indigna. “Eles vivem em hotéis, se locomovem de táxi, não querem apoio do governo, e sobrevivem de esmola, além de colocar as crianças em risco”, disse ela.

 

IMG 20190411 WA0023 300x300 - Imigração venezuelana chega em Paragominas e preocupa poder público

O melhor caminho é ligar para a Proteção Social e informar onde essas pessoas se encontram para que eles possam receber a ajuda que realmente necessitam.

Por Jorginho Quadros

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here