destaque 485031 r32f23f23f23f23 - Justiça inocenta policial por morte de advogado em Marabá
O promotor ouviu os quatro homens suspeitos de envolvimento no assassinato do advogado Danilo Sandes. (Foto: OAB-Tocantins/divulgação)

No caso envolvendo a morte do advogado Danilo Sandes, assassinado em julho do ano passado, a Justiça do Tocantins inocentou o sargento PM Josafá Pinheiro. O nome do policial surgiu durante a investigação, porém, na audiência de instrução, que aconteceu no início deste mês, em Araguaína (TO).

O corpo de Danilo Sandes foi encontrado às margens da rodovia TO-222, perto de Araguaína, norte do Tocantins. O próprio delegado Rerisson Macedo Gomes, responsável pela investigação, confirmou que o sargento PM Pinheiro não teve nenhuma participação no caso.

Pinheiro está preso acusado de ter matado o conselheiro titular Salomão Rondinele Maracaípe, assassinado no dia 11 de janeiro do ano passado no município de Itupiranga.

(Edinaldo Sousa/Diário do Pará)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui