Briga foi em outubro de 2016; vítima sofreu corte profundo no seio e precisou trocar prótese. Juizado Especial condenou agressora a pagar R$ 11 mil; TJ reduziu indenização para R$ 2,5 mil.

tjdf - Mulher que rasgou implante de silicone de feirante no DF terá que pagar indenização

Fachada do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (Foto: Raquel Morais/G1)

ma mulher que rasgou o implante de silicone de uma comerciante durante uma briga na feira do Guará, no Distrito Federal, foi condenada a indenizar a vítima por danos morais. A feirante sofreu um corte profundo no seio, que infeccionou, e precisou de uma cirurgia para trocar a prótese de silicone. O caso ocorreu em outubro de 2016, mas a sentença final foi dada na quarta-feira (6).

No primeiro julgamento, o Juizado Especial do Guará havia condenado a agressora a pagar R$ 11 mil de indenização; R$ 6 mil por danos morais e R$ 5 mil por danos materiais. A agressora recorreu da decisão e na última quarta-feira (6), o Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT) manteve a condenação, mas reduziu a indenização.

Por unanimidade, os desembargadores estipularam o valor em R$ 2,5 mil. Segundo a sentença, o TJDF levou em consideração o salário da ré, que é três vezes menor que o valor estipulado na primeira condenação.

A briga na feira

proteses 1 - Mulher que rasgou implante de silicone de feirante no DF terá que pagar indenização

Próteses de silicone (Foto: Reprodução Globo News)

Segundo a investigação, a mulher condenada pela Justiça foi até a banca da feirante, em outubro de 2016, procurar por uma funcionária da barraca. De acordo com testemunhas, a funcionária mantinha um relacionamento com o ex-marido da agressora. Quando a funcionária apareceu, as duas mulheres passaram a discutir em voz alta, trocando ofensas e xingamentos.

No processo, a feirante disse que o “barraco” assustou os clientes da banca, motivo pelo qual pediu à mulher que se retirasse do local ou que as duas fossem brigar em outro lugar. Nesse momento, “a agressora partiu para cima da feirante e a agrediu fisicamente, provocando o rasgo no seu seio”.

A dona da banca registrou boletim de ocorrência, foi encaminhada ao IML para fazer exame de corpo de delito e pediu, na Justiça, a condenação da agressora.

(G1)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here