Najila Trindade, que acusa Neymar de estupro, passou três dias em Ilhéus (BA). A modelo visitou o pai, descansou e conversou com o novo advogado, Cosme Araújo Santos. A dupla voltou para São Paulo ontem com uma nova estratégia para o caso.

A modelo e o advogado viajaram a São Paulo em voo comercial. A presença de Najila chamou a atenção ainda na sala de embarque em Ilhéus. Araújo Santos falou que ninguém hostilizou a cliente e houve, inclusive, pedidos de foto, que ele pediu para que não fossem atendidos porque poderiam denotar uma intenção de aparecer ou se vitimizar.

O novo advogado é amigo do pai de Najila e reforçou que a modelo não precisa se defender de nada porque é vítima. Ele reclamou do tratamento dado à cliente. Citou um programa de televisão que ficou especulando possíveis penas para uma mulher que registrou boletim de ocorrência por estupro e, em nenhum momento, mencionou que Neymar é acusado de violência sexual e divulgou quantos anos de cadeia estão previstos para este crime.

A comparação revela que Araújo Santos vai ressaltar que o papel de se defender cabe ao atacante e Najila é a vítima. O advogado declarou que conversou com a modelo e a história contada à 6ª Delegacia de Defesa da Mulher foi confirmada. Ele acrescentou que não vê necessidade de focar suas ações no vídeo de sete minutos que estaria guardado no tablet.

“Conversamos e ela confirma tudo que disse. Não vejo necessidade neste tablet, no celular, que tem mais quatro, cinco minutos [de gravação no quarto de hotel em Paris]. Quem tem que fazer prova que não foi contra vontade dela é Neymar”.

Araújo Santos ainda refutou a tese da defesa do atacante de que houve consentimento nos tapas que causaram lesões nas nádegas da modelo. “A moça ter apanhado não é prova? O argumento de que ela pediu é prova favorável a ele? Então estou desconhecendo a segurança jurídica do Brasil. Os advogados dele vão tentar fazer milagres”.

Portal Roma News / Com informações do Uol.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here