O trabalho será realizado por mais de mil pessoas no Pará. O último Censo Agro foi realizado em 2006.

6187476 x720 300x200 - No Pará, IBGE inicia coleta de dados para o Censo Agropecuário 2017O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) inicia nesta segunda-feira (2) o Censo Agropecuário de 2017, que ocorrerá em todo o território nacional. No Estado do Pará, o trabalho será realizado por mais de mil pessoas. A coleta encerra no final de fevereiro de 2018 e a divulgação dos primeiros resultados deve ocorrer a partir de maio.

De acordo com o IBGE, o Censo Agropecuário é a mais completa investigação da estrutura e da produção agrícola, da pecuária, da silvicultura e da aquicultura no país. Cerca de 5,3 milhões de estabelecimentos serão pesquisados em todo o Brasil e o resultado mostrará as transformações nas atividades agropecuárias ocorridas nos últimos dez anos, tais como a ação de redistribuição de terras, a expansão das fronteiras agrícolas, as alterações no uso do solo, o uso das práticas agrícolas, de conservação do solo e de tecnologias que envolvem a agropecuária.

Este será o primeiro Censo Agropecuário a ser feito integralmente por meio digital, mesmo nas regiões mais remotas do país. Os recenseadores devem visitar estabelecimentos que desenvolvam atividades agropecuárias, florestais e aquícolas para venda ou subsistência, independentemente do seu tamanho.

Um questionário deverá ser respondido pelo produtor ou pelo administrador da unidade, seja ele o chefe de uma pequena unidade de agricultura familiar ou o proprietário de extensas terras do agronegócio.

O último Censo Agro foi realizado em 2006 e apontava que o Pará possuía cerca de 196 mil unidades dedicadas à agricultura familiar, ocupando uma área de quase 7 milhões de hectares. Mais de dez anos depois a pesquisa vai acompanhar como o cenário rural do Pará e do Brasil se modificou, permitindo às entidades governamentais e à sociedade civil ver de perto esse setor da economia brasileira.

(G1 Pará)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here