Por Célia Santos para www.jorgequadros.com.br.

Uma moradora do bairro Camboatã usou sua página em uma rede social para denunciar  o perigo a que são expostos os pacientes que precisam marcar consultas naquele posto de saúde:

(Imagem postada na página de Gilvana Brito no Facebook)

‘Bom dia! Vi aqui deixar minha reclamação. E humilhante o q passamos para conseguimos uma consulta no postinho do camboatan temos que arriscar nossas vidas saindo de casa. Hoje sair da minha casa com meus dois filhos 3 horas da manhã pra tentar consegui uma ficha. Sendo que em outros postinho não precisa disso as próprias agentes de saúde marcam as consultas ou vc vai lá e marca sem precisar dessa humilhação. Não somos piores de q ninguém porq aqui no camboata tbm não adotam essa medida tbm. Precisamos que vcs olhem pra nós,para que não arriscamos nossas vidas. Aqui vai umas fotos. Meus filhos estão aqui dormindo no chão como se fossem um cachorro. Essa aqui é nossa realidade. Já tem 2 semana sem entregar ficha e quando chegamos aqui em vez de entregar 60 fichas como sempre só estão entregando 30’. Postou Gilvana Brito no Facebook.

Nossa equipe de reportagem entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde e o Coordenador da Atenção Básica em Saúde, Roberto Gomes, informou que devido ao pedido de demissão de uma das médicas da unidade, houve dificuldade em atender a demanda, mas que o caso foi solucionado com a contratação de outro profissional.

Sobre a marcação de consultas Roberto Gomes disse à nossa equipe que não há mais necessidade de filas, pois o agendamento passou a ser feito através do Sistema de Regulação (SisReg).

“Agora o paciente poderá ir ao Posto de Saúde e agendar a sua consulta em qualquer horário, sem precisar pegar fila”. Falou o Coordenador

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui