Segundo Carlos Maneschy, titular da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Sectet), um dos temas abordados na reunião foi a inovação tecnológica, já que a Irlanda é uma referência no desenvolvimento e apoio às chamadas startups. Durante a conversa, foi proposta a formação de uma rede que envolva universidades irlandesas e a Universidade Federal do Pará (UFPA), além do Governo do Estado, no fomento às startups paraenses.

Também foram tratadas maneiras de incrementar as parcerias comerciais já existentes entre os dois territórios, uma vez que, hoje, a Irlanda é um grande comprador do alumínio paraense, ao passo que vende para o Estado, principalmente, medicamentos e próteses ortopédicas. “O embaixador nos relatou que há muitos brasileiros vivendo na Irlanda, inclusive envolvidos nesses processos de inovação tecnológica, e a ideia é que a gente possa abrir espaço, também, para os paraenses”, detalhou o secretário Iran Lima.

Por Elck Oliveira

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here