Pará tem a quinta gasolina mais cara do Brasil 300x169 - Pará tem a segunda gasolina mais cara do NorteUm estudo do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese Pará), com base em dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP), mostra que os paraenses têm a segunda gasolina mais cara da Região Norte e a quinta do País. No Estado, o valor médio do produto está em R$ 4,160. Motoristas, taxistas e até donos de postos de gasolina reclamam dos aumentos sucessivos.

De acordo com o Dieese, o preço médio da gasolina comercializado em postos de combustíveis no Estado ficou mais caro em novembro passado em relação ao mês de outubro deste ano. “O preço médio do litro da gasolina em outubro estava a R$ 4,063, com os valores variando entre R$ 3,569 e R$ 4,830. Já em novembro, o litro foi comercializado a R$ 4,160, com o menor preço custando em média R$ 3,610, e o maior, R$ 4,999’’, informou o supervisor técnico, do Dieese, o economista Roberto Sena.

Ele observou que com a nova alta no preço mês passado, o Pará encerrou novembro, em média, com a segunda gasolina mais cara da Região Norte, perdendo para o Acre, cujo valor médio ficou em R$ 4,709. Neste balanço, o Pará aparece ainda com a quinta gasolina mais cara do Brasil, perdendo para o Rio de Janeiro, com valor médio de R$ 4,374; Goias, R$ 4,326 e Rio Grande do Sul, R$ 4,184.

Dados do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação (IBPT), revelam que a cada ano, o brasileiro trabalha exatos cinco meses só para pagar tributos – ou seja, de 1º de janeiro até 31 de maio, todo o rendimento dos contribuintes foi para imposto. Na gasolina, por exemplo, 56,09% do preço é o equivalente a imposto.

ORM com informações de O Liberal

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here