prazer viver a dois 300x199 - Para viver melhor o prazer

As vezes é preciso fazer  alguns ajustes no modo de encarar as relações com quem está ao seu lado e como você lida com o seu jeito de ser. Há algumas dicas para isso:

1) Não se cobrar tanto – A cobrança em relação ao próprio desempenho é algo que atrapalha demais o prazer sexual. Ficar se exigindo perfeição em tudo o que faz, especialmente na cama, torna as coisas muito mais difíceis. E pouco prazerosas. A pessoa acaba ficando tensa e ansiosa demais em relação ao sexo, e não consegue relaxar para poder curtir os bons momentos. Ou seja, não vale à pena ser tão exigente consigo. Nem com a pessoa que está ao lado. Afinal, ela também é como você: alguém que precisa relaxar e não se cobrar tanto para conseguir ser mais feliz.

2) Fazer as coisas do seu jeito – Por onde eu passo falando sobre educação sexual, sempre repito o seguinte: não existe fórmula para ter mais desejo, se excitar mais e chegar mais ao orgasmo. Cada pessoa vai precisar se perceber melhor e tentar descobrir como fazer tudo isso do seu jeito. Cada um tem uma vida única, e um jeito de ser que é só seu. Então, a melhor maneira de viver o sexo será aquela que combinar com você. Sem receitas prontas. Vale lembrar que ninguém nasce sabendo tudo sobre sexo. Nem sobre qualquer outra coisa da vida. O caminho é de descoberta. E também de busca de informações, como você está fazendo ao ler este texto.

ajuste rota interna - Para viver melhor o prazer

3) Respeitar os limites – Tem coisas que a gente não gosta ou nem quer experimentar. Isso também ocorre com quem está ao nosso lado. É importante valorizar e respeitar esse limite, especialmente quando o assunto é sexo. Não é bacana nem saudável se lançar a práticas sexuais que não têm nada a ver com você. Se você não gosta de algo, para que se forçar a fazer? O mesmo vale para seu parceiro ou sua parceira. Vale saber: o sexo com limites não é sem graça. Pelo contrário: é algo que traz tranquilidade e bem-estar. E o prazer? Ele vem junto com tudo isso.

4) Deixar para lá as comparações – Algumas pessoas se comparam muito com o jeito de ser dos outros e com a vida que as outras pessoas levam. Se preocupam, por exemplo, com quando os outros tiveram seus primeiros beijos, quantos namorados ou namoradas já tiveram, quando viveram as primeiras transas, como foram essas experiências sexuais, entre outras coisas. Muitas vezes, a ideia por trás disso é saber se você se encaixa ou não nos padrões, não é mesmo? Mas aqui vale lembrar do que falamos nas dicas anteriores: 1. Que ficar se cobrando demais só atrapalha a vida; 2. Que cada pessoa é de um jeito e 3. Que cada um deve respeitar seus limites. Por exemplo: se seus amigos já transaram e você ainda não, qual o problema? Ficar se comparando e se torturando por causa disso é uma enorme bobagem. O melhor é fazer as coisas no seu tempo, quando sentir que chegou a hora.

5) Cuidar mais de você – Isso inclui marcar consulta com o médico ginecologista (para as garotas) ou urologista (para os rapazes) a fim de examinar como andam os seus hormônios e a sua saúde sexual. Caso haja alguma doença sexualmente transmissível, é importante tratar, seguindo o que o médico recomendar. Além disso, se você tiver dúvidas em relação ao desenvolvimento do corpo e o funcionamento dos genitais, a visita ao médico também pode ser um bom momento para esclarecê-las de perto com o especialista. Para as garotas, vale também dar uma olhada em como anda a sua prevenção à gravidez fora de hora: está usando o método mais adequado para você? Veja isso com o ginecologista. Para os rapazes e também para as garotas, vale abraçar a ideia de aliar a camisinha ao método usado para evitar a gravidez. Assim, ambos ficam duplamente protegidos: contra as doenças sexualmente transmissíveis e a gravidez fora de hora. E, claro, livres e seguros para viver mais tranquilamente o prazer sexual.

É isso… E você pode e deve aumentar essa lista com ideias e planos que tenham tudo a ver com você.

Por Laura Muller

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here