O BABS 4.0 (Sistema de Gestão de Bauxita e Alumina, em português) – programa de transformação digital da Mineração Paragominas – será tópico do painel “Digital Transformation Applied to Bauxite and Alumina Business System”, durante a segunda edição do Future Aluminium Fórum, na Polônia. A apresentação será realizada por Israel Rocha, especialista de qualidade da companhia.

Desenvolvido na Mineração Paragominas a partir de março de 2018 em um projeto piloto, o BABS 4.0 tem proporcionado importantes resultados na empresa, como o empoderamento dos empregados, a otimização dos processos e o compartilhamento das melhores práticas. A plataforma do Office automatiza todo fluxo de dados por meio de formulários digitais e um sistema inteligente de banco de dados com conectividade via nuvem e uso de Power BI. Todos os relatórios corporativos, desta forma, são consolidados em tempo real.

O sistema BABS da Mineração Paragominas aplica sete conceitos amplamente difundidos na indústria 4.0 para excelência de sua operação: automação de processo, integração de sistemas, internet das coisas, cyber segurança, dados na nuvem, análise de dados e Big Data.

Além disso, o BABS tem cinco pilares fundamentais para garantir qualidade em seus resultados: processo padronizado com uma única plataforma integrada de informações; fluxo otimizado para analisar oportunidades de melhoria operacional com classificação e resolução de problemas; aplicação de ferramentas técnicas de qualidade total – como a 5s – para incrementar a relação no atendimento aos fornecedores; equipes com qualificações técnicas específicas que são identificadas pelo sistema e gestores atentos e capacitados para tomadas de decisão em curto prazo.

“Para que pudéssemos ser bem-sucedidos, desenvolvemos treinamentos tecnológicos e técnicos de qualidade de processo para integrar nossos gestores e lideranças com estes processos e ferramentas. Depois, nós ampliamos estes cursos para todas as áreas da empresa para garantir ampla sinergia de resultados. Neste momento, a companhia trabalha em uma plataforma de e-learning, que deve ser lançada até o início do próximo ano para atualização contínua dos nossos colaboradores”, analisa Israel Rocha.

Todas estas ações proporcionaram diversas melhorias na gestão de qualidade operacional da Mineração Paragominas, como redução de tempos de inspeção / avaliação; rapidez e confiabilidade na análise de informação geradas; otimização da mão de obra do sistema de gestão, que analisa como otimizar a rotina do empregado; pioneirismo na implantação de uma plataforma mobile, promovendo integração de dados entre grandes distâncias em diversas áreas da corporação; baixo custo de implantação de todo processo (em termos de programas, somente foi adquirido o Power BI e treinamentos realizados para esta ferramenta em fevereiro de 2018), ampliação das iniciativas de melhorias implementadas nas áreas; e autonomia para diferentes áreas da empresa gerirem a sua rotina com eficiência, disciplina e integração.

Outro ponto relevante é que os relatórios gerados em tempo real ocupam pouco espaço (menos de 100 MB desde sua implementação no ano passado). “Essa é uma das grandes vantagens do projeto, que segue aperfeiçoamento constante. Nós optamos por arquivar os dados em listas do Sharepoint, que comprime a informação (texto) como um aplicativo padrão de compressão de dados. Desta forma, nós não precisamos de datacenters com grande espaço para armazenamento”, conclui Israel Rocha.

O Future Aluminium Fórum ocorrerá na cidade polonesa de Warsaw e proporcionará networking e troca de expertise entre especialistas da Indústria 4.0 com foco em tecnologias que estão sendo implementadas particularmente na cadeia produtiva do alumínio.

Fonte: revistaminerios.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui