Justiça de Portugal é condenada por minimizar danos de cirurgia ginecológica em mulher de 50 anos.
1500992017 311375 1501028242 noticia normal - A saga judicial de uma portuguesa para provar que sua vida sexual importa
Tribunal dos Direitos Humanos em Estrasburgo

A atividade sexual de uma mulher não vale menos por ter 50 anos. Foi o que considerou o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos (TEDH) que condenou Portugal por ter diminuído a indenização a ser paga a uma mulher que, por um erro em uma cirurgia ginecológica, ficou incapacitada de ter relações sexuaissem dor.

Em sua sentença, o TEDH considera que prevaleceu o preconceito de gênero no sistema judicial português. O tribunal do TEDH era composto por cinco homens e duas mulheres e a sentença foi aprovada por 5 votos a 2. O Estado português terá que pagar 5.710 euros, 3.250 deles por danos morais.

(El País)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here