A Secretaria de Agricultura de Paragominas – SEMAGRI realizou na última semana, mais um curso de meliponicultura, que é parte do Projeto Abelha Verde, que tem como objetivo resgatar abelhas que podem causar transtornos em áreas urbanas e transforma em oportunidade para o produtor rural. Meliponicultura é a criação racional de abelhas sem ferrão e usa o sistema de meliponários para organizar as colmeias. Dessa vez, os participantes consistiam, sobretudo, por pessoas que querem obter o mel para o próprio consumo, vislumbrando também o viés comercial da atividade.

20190607 154433 1024x768 - Semagri realiza curso de meliponicultura e investe no fomento à produção de mel
Secretário Breno Colonnelli explana sobre a expectativa do mercado do mel local

O secretário Breno Colonnelli ressaltou que a regularização da comercialização do mel no município deve ocorrer dentro de poucos meses, com a implantação de um apiário na comunidade rural da CAIP. E acrescentou que a profissionalização do negócio depende muito mais de uma união por parte dos produtores: “toda atividade comercial gera um custo inicial que pode intimidar o pequeno produtor, contudo, essas dificuldades se minimizam quando os produtores resolvem se unir através de uma cooperativa. Deste grupo pode vir a surgir tal cooperativa. Talvez o maior gargalo que existe para o desenvolvimento de uma produção é justamente vencer a individualidade” (Breno Colonnelli).

Screenshot 20190608 121349 Gallery 815x1024 - Semagri realiza curso de meliponicultura e investe no fomento à produção de mel
Suzane Cardoso, coordenadora do projeto Abelha Verde apresenta o mel de Paragominas.

A coordenadora e idealizadora do Projeto Abelha Verde, Suzane Cardoso, esclarece que a sustentabilidade é o que permeia toda essa ideia. “Antes, quando a população sofria algum tipo de ataque por enxames de abelhas ou descobria alguma colmeia, normalmente acionava o corpo de bombeiros que eliminava essas abelhas. Apesar de resolver por um lado, por outro, gerava um grande desperdício comercial e contribuía para o desequilíbrio natural. Agora, com o apoio da prefeitura, a equipe da Semagri realiza o resgate dessas abelhas e faz a sua doação para produtores rurais cadastrados em nosso sistema, que já têm a intenção de trabalhar com a produção de mel. Além disso, a secretaria vem somando forças com a Embrapa para a oferta de cursos que profissionalizem a atividade”.

Já existe a previsão para o próximo curso de meliponicultura, com uma lista de inscritos bem vasta. Tudo indica que em breve, Paragominas também se destacará pela sua produção de mel, reforçou o secretário.

Por Jorginho Quadros

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here