Meteoro e Juquinha estavam escondidos em uma casa quando foram cercados e reagiram, segundo a polícia.

local do crime em orixi - Suspeitos de feminicídio são mortos em confronto com a polícia em Oriximiná
Local onde a jovem Reany Farias Rodrigues foi assassinada — Foto: Polícia Civil/Divulgação
Dois suspeitos de feminicídio foram mortos durante cerco policial no município de Oriximiná, oeste do Pará, na madrugada desta quinta-feira (21). Ângelo Almeida da Cruz, conhecido como “Meteoro”, e Josué dos Santos Costa, conhecido como “Juquinha”, foram apontados por testemunhas como autores do homicídio de Reany Farias Rodrigues, 18 anos, ocorrido por volta das 22h30, de quarta-feira (20), em uma residência na rua 15 de Novembro.

Segundo informações da polícia, dois homens armados com revólveres bateram na casa de Reany passando-se por vizinhos. Ao se aproximar da porta, a vítima foi alvejava com dois tiros, que atingiram o ombro e o pescoço, de raspão. Reany correu para o fundo da casa, sendo perseguida em seguida pelos suspeitos que fizeram mais um disparo acertando a cabeça da jovem. O Samu foi acionado, mas Reany não resistiu aos ferimentos e faleceu no local.

Ainda segundo a polícia, Reany vinha sendo ameaçada de morte pelo seu ex-companheiro, Bruno Santos Sobral, que não aceitava o fim do relacionamento. Eles estavam juntos desde o ano de 2014 e tinham um filho de 4 anos de idade.

Após o crime, a Polícia Civil fez diligências em ação conjunta com a Polícia Militar. Uma denúncia anônima indicou que “Meteoro” e “Juquinha” estavam escondidos na casa de Lileide Leite Castro, conhecido pelo apelido “Dona Leide”, traficante de drogas da cidade de Oriximiná.

Por volta de 3h, os policiais cercaram o imóvel onde os suspeitos estavam, e ao entrarem na casa foram recebidos a tiros. Os policiais civis e militares trocaram tiros com os suspeitos que foram atingidos, e apesar de terem sido socorridos, chegaram sem vida ao hospital.

Na casa onde os suspeitos estavam escondidos foram apreendidas duas armas de fogo, sendo um revólver calibre 38 e um calibre 32, estojos, munições, 280 gramas de pedra de Oxi, 75 petecas de brita, uma balança de precisão, uma motocicleta utilizada na fuga após o feminicídio.

De acordo com a polícia, “Meteoro” e “Juquinha” também eram suspeitos de vários roubos registrados na cidade.

Fonte: Sílvia Vieira, G1 Santarém

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here