destaque 576661 pag 3 - Vigilância dobrada - Operações no interior põem quase 500 na cadeia
No começo deste mês, cinco pessoas foram detidas acusadas de tráfico de drogas em Americano, distrito que pertence a Santa Izabel do Pará (Foto: Divulgação)

A Polícia Civil do Pará contabilizou, nos 15 primeiros dias de fevereiro deste ano, 237 prisões de criminosos realizadas em 174 operações no interior do Estado. O número já supera o total de prisões realizadas em todo mês passado, quando foram realizadas 130 operações que resultaram em 236 prisões de envolvidos em crimes nos municípios paraenses.

Os dados foram divulgados pela Diretoria de Polícia do Interior (DPI) da Polícia Civil. Na somatória dos 31 dias de janeiro deste ano mais a primeira quinzena de fevereiro, a Polícia Civil já contabiliza 304 operações policiais com 473 prisões de envolvidos em crimes apenas nos municípios do interior paraense.

Para o diretor de Polícia do Interior da Polícia Civil, delegado José Humberto Melo Junior, a intensificação das ações policiais e operações no interior paraense é reflexo da política implementada pelo delegado-geral da Polícia Civil, Alberto Teixeira, para combate ao crime em todo Pará, de forma sistemática em todas as regiões do Estado.

Dentre os presos, estão autores de crimes diversos, como tráfico de drogas, homicídios, roubos, estupros e violência doméstica contra a mulher.

A exemplo das operações policiais já deflagradas pela Polícia Civil no interior do Pará, na sexta-feira (15), a Polícia Civil prendeu 13 pessoas em cumprimento de mandados de prisão preventiva de envolvidos em trafico de drogas, no município de Concórdia do Pará, nordeste do Estado. As prisões resultaram da operação Diamante deflagrada pela Superintendência da 3ª Região Integrada de Segurança Pública (3ª RISP), sediada em Castanhal.

Sob coordenação do delegado Paulo Henrique Junior, titular da Superintendência, mais de 60 policiais civis de Unidades Policiais da 3ª RISP, com apoio de policiais civis do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI) de Castanhal; do Grupo de Pronto Emprego (GPE) e da Diretoria de Polícia do Interior (DPI), a ação resultou também nas apreensões de uma arma de fogo calibre 12; três munições de calibre 12, 17 munições de calibre 22 e R$ 5.822 em dinheiro.

(Diário do Pará)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here